A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quinta-feira, 3 de julho de 2008

"O PREÇO DA SOBERBA"

Fluminense perde o título da Libertadores da América
Foto: Arquivo de Internet

Por Vitor Boêmio, do Blog Ninho da Nação

Para qualquer um que gosta de futebol, independente do clube de coração, foi impossível ficar indiferente com a decisão da Taça Libertadores nesta última quarta-feira, era a chance do Fluminense conquistar a América e começar a se preparar para o Mundial no fim do ano, conquista máxima que um clube pode alcançar. Nada mal para quem, há exatos dez anos, chegava ao seu pior momento, caindo para a terceira divisão do Campeonato Brasileiro.

O time da LDU conseguiu abrir uma boa vantagem no primeiro jogo em seus domínios e chegava ao Maracanã podendo até perder por um gol de diferença que levantava o caneco, enquanto ao Fluminense só restava partir pra cima e vencer por três gols para não precisar decidir nos pênaltis. Mesmo com a grande maioria dos Rubro-Negros reprovando movimentos como “Fla-Boca” ou “Liga dos Urubus”, era claro que a torcida da Nação estava toda com o time do Equador, até porque seria uma triste ironia que os nossos rivais igualassem o nosso feito no mesmo ano em que igualamos a eles no número de conquistas de Campeonato Carioca.

Nos dias que antecederam a grande final o que se viu foram os tricolores com muita confiança e até mesmo certeza do título, as palavras otimistas do técnico-fanfarrão Renato Gaúcho ganharam força dentro do clube e contagiou a torcida, chegando mesmo a comemorar a derrota fora de casa, achando o resultado fácil de ser revertido. Dá ultima vez que vi uma torcida tão feliz com uma derrota num jogo decisivo foi na final do Brasileirão de 1995, quando o Santos perdeu para o Botafogo no Maracanã por diferença de um gol e todos acharam que o título seria certo no jogo de volta, no Pacaembu. O Santos acabou vice. O mesmo destino teve o Fluminense, que viu o adversário dar a volta olímpica na primeira vez que a grande final da Libertadores foi disputada no Maracanã.


Flamengo e Fluminense sofreram castigos semelhantes nessa Taça Libertadores. Eles pagaram o preço da soberba, preço esse que o futebol costuma mesmo cobrar daqueles que a usa e que sempre acaba saindo caro demais. O Flamengo foi enfrentar seu adversário como quem vai para uma festa, tinha acabado de conquistar o Carioca resolveu usar o jogo decisivo como comemoração da despedida do seu técnico, uma vez que tinha vencido bem o adversário no jogo da ida e ninguém achou que seria possível o resultado ser revertido, acabou sofrendo uma das derrotas mais vergonhosos da sua história. Já o Fluminense chegou à final eliminando os dois grandes favoritos, São Paulo e Boca Juniors, em jogos épicos e achou que ganhar do surpreendente LDU seria uma mera formalidade, uma vez que parecia que já tinham passado pelo pior, mal sabiam que o pior era justamente o que estava por vir.

Resta agora ver se o Tricolor das Laranjeiras conseguirá absorver esse golpe como o Flamengo conseguiu. Com a dor da derrota na final, a lanterna do Campeonato Brasileiro nas mãos e a provável venda dos seus principais jogadores a pergunta que se faz hoje é: Qual técnico do Brasil queria estar no lugar do Renato Gaúcho?

Fonte: www.ninhodanacao.blogspot.com

2 comentários:

contra-regra disse...

Deu LDU como eu previa... mais uma vez o Fluzão perdeu a chance de calar a minha boca e reforço a minha teoria de que não é time pra competições internacionais. E agora, Renato? Chora, Renato!

Anônimo disse...

Acho que o Flu pecou pela falta de planejamento.Já que os titulares não estavam sendo utilizados no Brasileiro, o Flu poderia ter viajado bem antes para Quito, para poder se adaptar com a altitude e tudo mais.
Afinal qualquer esforço seria valido para conquistar a América, e quem sabe o mundo.
Faltou humildade e principalmente "ATITUDE"!
Dalhe CESSO!!!!!