A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Ninguém segura o Botafogo

Wellington Paulista tentou marcar, mas passou em branco
Foto: Globo

Torcedores do Glorioso,

Mais uma tarde de alegria com o fogão, com o Engenhão lotado o Botafogo foi para cima e venceu a Lusa, no sufoco, por 2 a 1. Lúcio Flávio e Fábio marcaram para o alvinegro e Christian, sempre ele, fez o gol dos paulistas. O Botafogo encara agora o vencedor do confornto entre Atlético-MG e Náutico.

Logo com 3 minutos o Botafogo assustou a Portuguesa. Depois de uma bela jogada, Zé Carlos cruzou para Wellington Paulista tirar tinta da trave esquerda de André Luis. Menos de um minuto depois a Lusa respondeu, Preto invadiu a área com categoria e quando Renan foi sair do gol chutou a bola contra o corpo do atleta da Lusa, quase o primeiro no mais moderno do Brasil.

Os 40 mil pagantes começaram a empurrar o glorioso com os gritos de "bicampeão" e quase o placar foi inaugurado, Lúcio Flávio arrancou pela esquerda e cruzou na área, Jorge Henrique chutou de primeira e jogou por cima. O ritmo do jogo foi diminuido, o Botafogo trocava passes curtos e a Portuguesa segurava o resultado, mesmo este sendo ruim para o objetivo da Lusa.

O jogo foi se arrastando e os visitantes abusaram nas faltas. Alessandro ainda acertou uma bola na trave, porém o primeiro tempo ficou mesmo no 0 a 0.

O segundo tempo foi muito mais emocionante que o primeiro, tanto que na primeira oportunidade o Botafogo marcou. Wellington Paulista foi derrubado por Halisson na entrada da área, falta que Lúcio Flávio bateu com muita categoria para marcar um golaço, André Luis só ficou olhando a bola entrar no canto esquerdo. Botafogo 1 a 0.

Ainda fervendo na comemoração, os torcedores do Botafogo quase viram o segundo, mas o chute de Wellington Paulista foi para fora. A portguesa respondeu e marcou, Christian invadiu a área, Renan saiu mal e o atacante da lusa só teve o trabalho de empurrar para o barbante. Falha grotesca do goleiro alvinegro. 1 a 1.

O jogo voltou a ficar lento porém o placar não era bom para ninguém, o resultado levava a decisão para a disputa de pênaltis. Quem primeiro chegou foi a Lusa, Rogério invadiu a área e deu um toque na saída de Renan, a bola ia entrando quando Leandro Guerreiro desviou o caminho da redonda pelo lado.

Aos 28 o Botafogo fez o gol da classificação, outra falta de Halisson sobre Wellington Paulista, novamente Lúcio Flávio cobrou, mas desta vez Fábio desviou, de cabeça, para o fundo da rede. Botafogo 2 a 1.

Cuca promoveu a entrada de Édson e Túlio Souza para segurar o resultado favorável. A Portuguesa ainda tentou fazer o gol, mas não conseguiu e acabou derrotada. O Botafogo se classificou para a próxima fase em mais um jogo emocionante no Engenhão, o estádio mais moderno do Brasil.

BOTAFOGO 2 x 1 PORTUGUESA

Gols: Lucio Flavio, aos três minutos, Christian, aos 11, e Fábio, aos 28 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Dias, Erick, Marco Aurélio (POR); Alessandro, Diguinho(BOT)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa)
Auxiliares: João Patrício de Araújo (GO) e Enio Ferreira de Carvalho (DF)
Data: 23/04/2008
Estádio: Engenhão, no Rio de Janeiro
Público: 40.000 pagantes / Renda: R$ 353.287,00

BOTAFOGO: Renan, Alessandro, Renato Silva, André Luis, Leandro Guerreiro, Diguinho, Túlio, Zé Carlos (Fábio), Lucio Flavio (Édson), Jorge Henrique e Wellington Paulista (Túlio Souza). Téc: Cuca.

PORTUGUESA: André Luis, Patrício, Halisson, Marco Aurélio, Bruno Recife, Erick, Dias (Júlio Santos), Carlos Alberto, Preto (Rogério), Diogo e Christian (Vaguinho). Téc: Vágner Benazzi.

Nenhum comentário: