A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

domingo, 13 de abril de 2008

Arbitragem imparcial é fogão na final

Wellington Paulista comemora mais um sobre o urubu.
Foto: Globoesporte.com

Torcedores do Glorioso

Não faço parte do grupo "Fala mansa" mas estou rindo à toa. Que apresentação alvinegra, digno de honra a camisa gloriosa, um 3 a 0 injusto, pois era pra ter sido mais, e o urubu, coadjuvante da festa, foi para casa com as dores da derrota.

Logo com dois minutos Wellington Paulista perdeu uma chance na cabeçada, Bruno defendeu no centro do Gol. O Fla respondeu aos nove, com Renato Augusto, ele se livrou da marcação e bateu forte para a bola ganhar a linha de fundo.

O fogão abriu a contagem aos 39, numa jogada ensaiada, Lúcio Flávio cobrou escanteio, Zé Carlos desviou e Wellington Paulista, artilheiro do estadual com 14 gols, ficou livre para escorar de cabeça para o fundo do barbante. Gol muito parecido com aquele da semifinal da Taça GB. Fogão 1 a 0.

O Fla veio com uma alteração para a segunda etapa, Marcinho em lugar de Souza, o atacante rubro-negro simulou estar passando mal para não ser chacota do Glorioso. O Botafogo voltou a dar sequência em seu passeio sobre o adversário, constantemente Alessandro ficava na cara do gol, mas errava na finalização.

Aos 15 minutos o lateral alvinegro foi recompensado pelo seus esforços, recebeu um cruzamento e bateu cruzado no cantinho para ampliar a vantagem. Alessandro tem agora 5 gols no estadual, o mesmo número de gols que Souza, do Flamengo, que além de atacante, é titular.

A soberania alvinegra era evidente, o Fla se limitava a dar chutes nos adversário e reclamar das marcações da arbitragem. Aos 28 o fogão jogou a última pá de terra no urubu, Jorge Henrique disputou bola na área rubro-negra e foi derrubado. Pênalti claro que Lúcio Flávio bateu e converteu. Botafogo avassalador 3 a 0.

A partir daí, ecoaram das arquibancadas os gritos do torcedor alvinegro, enquanto os rubro-negros lamentavam. "Olé", "silêncio na favela" e "time de fanfarrão" deram o tom da goleada alvinegra.

Ao final do massacre, o lateral Juan disse que o Fla foi injustiçado pela arbitragem e quem ganhou não foi o Botafogo, foi o árbitro. Se bem me lembro, Souza fez um show quando essas mesmas palavras foram ditas por Túlio Guerreiro, aguardo para ver o posicionamento de Souza e do tribunal quanto a isso.

Essas frases do lateral do urubu só fazem jus ao que a torcida do fogão canta, é realmente um "time de fanfarrão". A desculpa para a derrota, foi também, a viagem para Cuzco.

Que venha o Flu !

BOTAFOGO 3 x 0 FLAMENGO

Gols: Wellington Paulista, aos 39 minutos do primeiro tempo; Alessandro, aos 15, e Lucio Flavio, aos 28 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Toró, Ibson, Leo Moura, Fábio Luciano (FLA); Jorge Henrique, Triguinho (BOT)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Jackson Lourenço dos Santos
Data: 13/04/2008
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 43.385 pagantes / Renda: R$ 916.218,50

BOTAFOGO: Castillo, Alessandro (Túlio Souza), Renato Silva, André Luis, Triguinho, Diguinho, Túlio, Zé Carlos, Lucio Flavio (Fábio), Jorge Henrique e Wellington Paulista (Leandro Guerreiro).Téc: Cuca.

FLAMENGO: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim, Juan, Cristian (Obina), Kléberson, Ibson, Toró, Renato Augusto (Diego Tardelli) e Souza (Marcinho).Téc: Joel Santana.

Nenhum comentário: