A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

sábado, 5 de abril de 2008

MANCHA NOS 104 ANOS DE HISTÓRIA

América escreve uma triste história
Foto: Lancenet

O América entrou em campo nessa tarde necessitando da vitória diante do Friburguense, no estádio Eduardo Guinle e "secando" Cardoso Moreira e o Mesquita para permanecer na primeira divisão, enquanto o Frizão buscava uma vaga na Série C, do Campeonato Brasileiro. O resultado até que foi construído de forma positiva para o Diabo, com gols de Fernandão e Bruno Carvalho, porém com a vitória do Tubarão da Baixada diante do Duque de Caxias, em Mesquita, por 4 a 2, uma página negra foi marcada nos 104 anos de glória do Mequinha.

Como a missão seria vencer primeiramente o Tricolor da Serra, logo aos quatro minutos, Elton cobrou uma falta perigosa na intermediária com perigo para o gol do experiente goleiro Adriano do Friburguense. Porém, o jogo ao longo dos trinta minutos iniciais foi muito truncado sem chances claras de conclusão.

Aos 32 minutos um fato curioso, o árbitro Edilson Soares da Silva expulsou um dos gândulas. Se a torcida america estava presente em bom número, um torcedor em especial chegou para empurrar a equipe da rua Campos Salles. Se tratava de Jorginho, ex-treinador da equipe e atualmente auxiliar técnico da Seleção brasileira.

Aos 41 minutos em mais uma jogada aérea, Elton se inspirou no ex-lateral Jorginho e cobrou escanteio na cabeça de Zé Carlos, que sozinho, esbarrou na defesa do goleiro. O tempo passava e o gol não saia deixando o time do América nervoso. Tanto é que Magno, atacante do Diabo, antes de terminar o primeiro tempo cometeu falta dura em Victor Hugo e recebeu cartão amarelo.

No segundo tempo, o América voltou ligado e com dois minutos, Elton em cobrança de falta largou a bomba para mais uma defesa de Adriano. Quatro minutos depois, o árbitro marcava penalti para o América. Fernandão cobrara com perfeição e se tornava temporariamente o salvador da pátria americana. Entretanto, minutos depois, o Mesquita virava a partida pra cima do Caxias, deixando o Mecão novamente na zona de rebaixamento do campeonato carioca.

A virada parecia ter desmotivado o América que começou a ser pressionado. Aos 25, Everton desceu pelo lado direito, cruzou e Zé Carlos interceptou com um chutão, tirando do sufoco. A torcida já começava a sentir o "baque" também. Um jovem torcedor alvirubro passou mal e foi levado prontamente para um hospital mais próximo.


Torcedor aos prantos pela queda do Mequinha
Foto: Gloesporte.com

Aos 32, Bruno Carvalho marcou o segundo gol garantido a vitória em uma linda jogada individual, driblando o goleiro e escorando para o fundo das redes.

Aos 36 minutos, Fernandão deu uma entrada desnecessária no adversário, da equipe do Friburguense e recebeu apenas um cartão amarelo para a revolta do time de Friburgo que partiu para cima do centroavante, gerando uma confusão no gramado do estádio Eduardo Guinle.
Logo após, um jogador (Fernandão e Everton) de cada equipe foi para o chuveiro por faltas violentas. O jogo era quente nos minutos finais e um feixe de luz surgiu para os americanos com a notícia de que o Duque de Caxias teria empatado com o Mesquita, mas com a confirmação da informação, seria o Mesquita o autor do quarto gol em cima do time de Xerém.

Ao fim da partida, muita tristeza entre os jogadores e comissão técnica do Mequinha pelo rebaixamento da equipe, mas o clube é GRANDE e dará a volta por cima no próximo ano, estando novamente no pelotão de elite do futebol carioca.


Força América!


FICHA TÉCNICA: FRIBURGUENSE 0 X 2 AMÉRICA

Estádio: Eduardo Guinle, Nova Friburgo (RJ)
Data/hora: 5/4/2008 - 15h30min (de Brasília)
Árbitro: Edílson Soares da Silva (RJ)
Auxiliares: Vinicius da Vitória Nascimento (RJ) e Carlo Wladimyr dos Santos (RJ)
Público/renda: Não divulgados.
Cartões amarelos: Cassiano, Victor Hugo, Adriano (FRI); Magno, Bruno Carvalho e Élton (AME).
Cartões vermelhos: Fernandão, 37'/2ºT (AME); Everton, 38'/2ºT (FRI).
GOLS: Fernandão, 7'/1ºT (1-0); Bruno Carvalho, 32'/2ºT (2-0).

FRIBURGUENSE: Adriano, Everton, Cadão, Thiago Messias e Gílson; Roberto Júnior (Ziquinha, 9'/2ºT), Elan (Carlos Alberto, 28'/2ºT), Cassiano (Guido, Intervalo) e Alex; Victor Hugo e Léo Andrade. Técnico: Cleimar Rocha.

AMÉRICA: Paulo Victor, Bruno Carvalho, Werley, Zé Carlos e Leandro Messias; Éverton, Carlinhos, Élton e Magno; Nenem e Fernandão. Técnico: Gaúcho.

Um comentário:

Anônimo disse...

O Mecão vai sair dessa, não vamos esperar muito e veremos o América disputar títulos com os grandes clubes.

Força, América. Você vai sair dessa.