A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

domingo, 3 de agosto de 2008

O FLAMENGO SUMIU

O apagado Ibson disputa a bola com o adversário
Foto: O Globo

Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O Flamengo continua sem vencer, agora por seis partidas consecutivas. A última vitória (3 a 1) foi contra o Vasco, quando o meio-campo Marcinho ainda era jogador do clube. As saídas dos jogadores Souza, Renato Augusto e do próprio Marcinho foi sentida pelo grupo, mas não significa o ponto central para essa má fase. Onde está a dedicação desses jogadores que vestem o Manto Sagrado!? A Nação esteve presente no Maracanã como sempre (40 mil pessoas), empurrando a equipe e exigindo acima de tudo a raça comum no Flamengo, mas esses jogadores não demonstraram em campo o respeito àqueles que se sacrificam e pagam ingresso, arriscando até sua própria vida em pró de um bem-estar que nem sempre é retribuído.

A derrota por 2 a 1, no Maracanã, com gritos de olé por parte da torcida do Cruzeiro só não foi pior porque o goleiro Bruno salvou a equipe em muitas oportunidades do time Celeste.

Sinceramente, esses jogadores não estão honrando a camisa que vestem. Falta dedicação, falta vontade, falta gana, falta confiança, e por último, falta sorte. A cria da Gávea, Ibson, não vem rendendo tudo que pode e na partida desta tarde diante do Cruzeiro pouco se viu dele. Como o principal atleta do grupo rubro-negro, o camisa 7 deveria chamar para si a responsabilidade. Nos momentos mais caóticos que o time enfrenta, Ibson se omite. Podem me xingar, mas é a pura verdade. Ele está pipocando. Vide a partida contra a Portuguesa.

O atacante Vandinho estreou particularmente com o pé direito. Substituindo Obina no intervalo e na primeira chance aos 12 minutos, com muita categoria, o artilheiro mostrou faro de gol e marcou um belo gol de cabeça, não suficiente para evitar a derrota. Com relação a falta de sorte, Diego Tadelli é mais um a ficar de fora por pelo menos três meses, após fraturar o antebraço. Espero que a “uruca” e o “mau-olhado” que ronda as cercanias da Gávea tenham ido embora nessa fratura. A inveja é uma coisa muito perigosa e triste.

O técnico Caio Júnior após a renovação de contrato, manteve a tranqüilidade, mas não era para menos, com um aumento salarial e uma multa de rescisão de contrato altíssima caso o Flamengo o demita fica fácil para trabalhar. Mesmo assim isso não significa que ele permaneça no cargo até o fim de 2009. No ritmo que Caio Júnior está a frase conhecida do publicitário Roberto Justus se aproxima: “DEMITIDO”.

Caio Júnior é um bom treinador, entretanto não vimos mais um esquema tático na equipe. Os laterais afunilando pelo meio-campo, o zagueiro Fábio Luciano se deslocando para o ataque e Obina para a defesa, é uma loucura só. Não sabemos quem são os jogadores titulares, Éder e Maxi não conseguem manter uma apresentação na equipe e o jovem Erick Flores parece não agüentar a pressão de ser o novo camisa 10.

A ansiedade e o nervossismo já tomaram conta do time, em menos de 15 minutos, Juan e o experiente Fábio Luciano tomaram cartão amarelo. Está na hora do psicólogo do Flamengo voltar às páginas dos jornais...

Infelizmente a zaga com Thiago Salles trouxe muitos espaços e buracos que facilitaram as investidas do Cruzeiro principalmente com o ligeiro atacante Guilherme, autor do gol de empate. Rômulo, num contra-ataque, virou o placar aos 25 minutos do segundo tempo.

Saímos do G-4, estamos na 6ª posição, cada vez mais distante do líder Grêmio (são sete pontos de diferença.). Na próxima quarta-feira enfrentaremos o Goiás, no Serra Dourada, e necessitamos da vitória até por meio a zero.

Não podemos desistir, temos que injetar ânimo nesses jogadores e mostrar que é possível vencer e convencer mesmo com uma equipe tão desfalcada. Os tão prometidos reforços de peso ainda não chegaram, mas já passou da hora. Kleber Leite, mostra seu “feeling” de negociador, a situação está complicada. Vamos cobrar, a hora é essa!


FLAMENGO 1 x 2 CRUZEIRO

Flamengo: Bruno (7.0), Leo Moura (3.0), Fábio Luciano (4.0), Thiago Sales (3.5) e Juan (3.0); Jailton (3.0), Cristian (4.5), Ibson (2.0), Toró (2.5)(Jônatas - 3.5) e Erick Flores (3.0) (Tardelli - 3.0); Obina (2.5) (Vandinho - 5.0).

Cruzeiro: Fábio, Elicarlos, Espinoza, Thiago Heleno e Jadílson; Henrique, Charles, Marquinhos Paraná e Wagner (Gérson Magrão); Weldon (Rômulo) e Guilherme.
Técnico: Caio Júnior. Técnico: Adílson Batista.

Gols: Vandinho, aos 12, Guilherme, aos 22, Rômulo, aos 25 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Juan, Thiago Sales (F); Charles (C)
Estádio: Maracanã.
Data: 03/08/2008.
Árbitro: Carlos Eugênio Simon.
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moisés e Jorge Luís Campos Roxo.
Renda: R$ 574.483,00
Público: 37.210 pagantes (40.257 presentes)

Nenhum comentário: