A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Até quando..?

Até quando clássico no Vasco será sinônimo de invencionices e retranca? Até quando vamos entrar em campo de forma covarde contra nossos rivais? Porque mexer em um esquema que vem dando certo, logo em um jogo difícil, contra um time embalado? Poderíamos ter vencido ontem, apesar do bom futebol do Botafogo. Empatamos, sem merecer o resultado. Já faz quase um ano que não vencemos um clássico sequer e sempre pelo mesmo motivo. Escalações inventadas à véspera das partidas e excesso de respeito ao adversário. Muda treinador, muda diretoria e sempre essa postura covarde em clássicos.

Evidentemente, empatar quando se perdia até os 44 do segundo tempo, deixou a torcida feliz. Enquanto os botafoguenses saiam calados e chateados do estádio, a torcida do Vasco saiu cantando e risonha. Porém, ficou a sensação de que se tivéssemos sido ousados desde o início, o resultado podia ser melhor.

Como era de se esperar, o público compareceu em bom número. Quase 40 mil pagantes, reflexo do bom momento das equipes. A festa foi bonita e o melhor, em clima de paz. Vasco e Botafogo fazem sempre um belo clássico, sem brigas, com torcedores dos dois times andando juntos. Que sirva de exemplo para os outros clássicos.

Logo no início, o Vasco teve um gol de Alan Kardec anulado. O juiz marcou falta do atacante em seu marcador. Depois, o próprio Alan foi derrubado por Castillo, mas o impedimento já estava marcado. O primeiro tempo foi chato, já que o Vasco marcava muito bem e o Botafogo centralizava muito as jogadas. Sem Madson, também não criávamos tanto, o que obrigava Edmundo a buscar jogo. Um 0x0 justo pela falta de futebol dos times.

Como o 0x0 não era bom pra ninguém, os times foram mais ofensivos no segundo tempo. Em lance de cabeça, Edmundo quase marcou. No contra-ataque, o Bota marcou, justamente pelo lado onde Rodrigo Antônio estava improvisado. Carlos Alberto chutou, Roberto deu rebote e W. Paulista fez o primeiro gol do jogo. Tita então resolveu mexer. Colocou Madson e Marquinho nos lugares de Wagner Diniz e Mateus. A entrada do mini-craque foi a salvação, mas Marquinho errou tudo que tentou, pra desespero da torcida.

O Vasco tentava impor uma pressão, mas quem chegava com mais perigo era o Botafogo, que quase ampliou com Lucio Flavio e Lucas Silva. Mesmo com o time mal em campo, a torcida apoiava bastante, sem desistir. Foi quando na primeira falta marcada do juiz sobre Alex Teixeira, veio o melhor lance do jogo pra galera vascaína. Na cobrança aos 44, Madson, cruzou e a bola entrou. Do estádio pareceu gol do camisa 18, mas o autor foi Rodrigo Antônio. Explosão da torcida após o empate e silêncio do outro lado. O Bota ainda mandou uma bola na rede pelo lado de fora antes do apito final.

Hoje, Madson é o principal jogador do Vasco e disso, qualquer um sabe. A ausência dele espantou e irritou a torcida. Segundo Tita e o próprio jogador, ele precisava ser poupado. Quando ele entrou, o jogo mudou. E comprovando que quando a fase é boa, a sorte ajuda, o contestado Rodrigo Antônio fez o gol de empate.

VASCO 1 X 1 BOTAFOGO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 24/8/2008 - 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (Fifa-RJ)
Auxiliares: Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ) e Cláudio José de Oliveira Soares (RJ)Renda/público: R$ 591.550,00 / 35.619 pagantes
Cartões amarelos: Edmundo, Jonílson, Eduardo Luiz e Madson (VAS); Triguinho (BOT)
GOLS: Wellington Paulista, 8'/2ºT (1-0); Rodrigo Antônio, 44'/2ºT

VASCO: Roberto, Wagner Diniz (Madson, 15'/2ºT), Eduardo Luiz, Jorge Luiz e Edu (Serginho, 41'/1ºT); Jonílson, Rodrigo Antônio, Mateus (Marquinho, 15'/2ºT) e Alex Teixeira; Edmundo e Alan Kardec. Técnico: Tita.

BOTAFOGO: Castillo, Thiaguinho, Renato Silva, Andre Luis e Triguinho; Diguinho, Túlio, Lucio Flavio e Carlos Alberto; Gil (Zé Carlos, 17'/2ºT) e Wellington Paulista (Fábio, 26'/2ºT) (Lucas Silva, 35'/2ºT) . Técnico: Ney Franco.

Saudações vascaínas a todos!

Nenhum comentário: