A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

sábado, 30 de agosto de 2008

Nada está perdido, mas...

Lúcio Flávio disputa bola
Foto: Lancenet
Torcedores do Glorioso,

Assim como no jogo contra o Vasco, o time do Botafogo parecia que iria vencer, tinha maior posse de bola e oportunidades de gol, porém, novamente em falha de Castillo, o time permitiu o empate em 1 a 1. Depois que vi a atuação do time contra o Atlético-MG, eu pensei que a vitória hoje estava no papo, mas são duas competições diferentes. Na Sul-Americana o Bota vai pra cima, tenta o gol a todo instante, no Brasileiro é um time acomodado, acha que com 1 a 0 já está garantido, mas eu ainda não sei o que leva isso. Antes a desculpa era que a torcida não ia ao estádio, agora que a torcida vai, o glorioso da vexame.

O Ney Franco chega, dá uma arrumada, o time tem um crescimento incrível, em TODOS os jogos que o Ney comandou o Bota jogou mais que o adversário, porém, deixou de somar pontos importantes contra Santos, Flamengo, Vasco e Náutico = 8 pontos, seria hoje o clube mais bem colocado no Brasil, mas a alto confiança deixou esses pontos escaparem.

O jogo começou no Engenhão e o Botafogo tomava a iniciativa, mas parava na forte marcação do Náutico, o clima tenso da partida em Recife não veio para o Rio, para sorte do glorioso, pois qualquer acontecimento poderia perder mandos de campo. A primeira grande oportunidade foi aos 15 minutos, quando Lúcio Flávio tocou para Jorge Henrique deixar Thiaguinho na cara do gol, mas o camisa 2 bateu cruzado para fora.

O alvinegro tinha dificuldade para furar a defesa do Timbú e só chegou novamente aos 36 minutos. Lúcio Flávio soltou a bomba de fora da área, Eduardo deu rebote e Thiaguinho zuniu pela linha de fundo. Porém o camisa 10 iria criar a jogada do gol do Botafogo três minutos mais tarde, depois de cobrança rápida de escanteio a bola veio para Lúcio Flávio que deixou Carlos Alberto na boa para empurrar e fazer o gol.

E esses minutos finais fizeram bem ao maestro, pouco depois ele entrou na área driblando três adversários e concluiu acertanto o poste esquerdo. Esse foi um daqueles lances que só vale a pena quando a bola não entra, mas se entrasse seria um golaço. O Náutico ainda teve uma chance com Kuki, mas Túlio cortou. Depois de tanto ser vaiado, o meio-campo Ruy fez gestos obcenos para a torcida do Botafogo, bom dizer que ele não foi preso pois no Rio de Janeiro a polícia proteje os atletas e não os coloca em risco.

Veio o segundo tempo e a pressão do Bota continuava. Gil acertou o travessão aos oito minutos. Aos 15, Alceu foi expulso e a polícia carioca fez seu papel, ficou parada no local que é destinado a ela. O jogador do Náutico não foi tratado com ignorância, não saiu do campo pela arquibancada da torcida do Botafogo e não foi conduzido a delegacia.

A torcida gritava "mais um", mas o glorioso não conseguia marcar. Ney Franco colocou Zárate e o argentino fez sua estréia. Na primeira oportunidade, o camisa 18 saiu na cara do goleiro, mas não conseguiu a conclusão. E aos 39, "tem coisas que só acontecem ao Botafogo" após escanteio a bola ficou solta na área e Adriano contou com falha de Castillo para empatar. O glorioso não teve mais pernas para virar e saiu vaiado de campo. Na próxima rodada o Bota encara o Coritiba, no Paraná.

BOTAFOGO 1 x 1 NÁUTICO

Estádio: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).
Data: 30/08/2008.
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa/SP).
Auxiliares: Márcio Luiz Augusto (SP) e Marcelino Tomaz de Brito Neto (SP).
Público: 23.946,00 / Renda: R$ 258.425,00
Cartões amarelos: Carlos Alberto (Botafogo) Alceu, Negretti, Ticão (Náutico).
Cartão vermelho: Alceu (NAU)
Gols: Carlos Alberto, aos 39 minutos do primeiro tempo; Adriano, aos 37 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Castillo, Thiaguinho (Zárate), Renato Silva, Andre Luis e Triguinho; Túlio (Alessandro), Diguinho, Lucio Flavio e Carlos Alberto; Jorge Henrique e Gil (Zé Carlos). Téc: Ney Franco.

NÁUTICO: Eduardo, Vágner Santos, Negretti e Adriano; Ruy, Ticão (Felipe), Hamilton, Valdeir (Gilmar) e Alceu; Paulo Santos e Kuki (Radamés) . Téc: Roberto Fernandes.

Um comentário:

Sobre o Futebol Carioca disse...

Ontem o bota deu muito azar,podia vencer pra ficar bem no campeonato.
mas ta bom o empate.
e hje tem um classico fla x flu.
q jogao vai ser .