A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

A batalha do Scarpelli

Túlio comemora mais um gol, são três partidas seguidas balançando as redes
Foto: Lancepress

Torcedores do Glorioso,

UFA !

Foi complicado, como eu já esperava, mas o Botafogo venceu a segunda seguida fora de casa e de quebra, ainda fez história, primeira vez que o Bota vence o Figueira em Florianópolis pelo campeonato brasileiro. O coração quase que não suporta os minutos finais desta batalha, mas no fim deu tudo certo. Botafogo, cada vez mais próximo do G4, 2, Figueirense 0.

O glorioso já começou o jogo vencendo nas arquibancadas, a torcida alvinegra era superior no estádio e não era difícil ouvir os cantos nas transmissões de rádio ou TV. O lado ruim do jogo, foi o árbitro da partida, o SR. Ricardo Marques Ribeiro, ele conseguiu ver tudo ao contrário do Botafogo. Além de expulsão injusta, acréscimos absurdos e laterais invertidos, ele não deu falta no goleiro Renan, o que acabou resultando no gol do Figueirense.

Com muita disposição para jogar, o Bota fez o primeiro aos 16 minutos, Thiaguinho brigou pela bola com o zagueiro, a redonda foi na direção da área, Jorge Henrique raspou levemente de cabeça e a bola sobrou para Túlio, com pinta de craque o camisa 5 levantou a bola e emendou um volêio, um GOLAÇO! O volante é o artilheiro do Botafogo no brasileiro ao lado de Lúcio Flávio, ambos com 5 gols, Botafogo 1 a 0.

Ainda melhor na partida, o Bota sofreu com a arbitragem, no primeiro lance Carlos Alberto fez falta e foi acusado pelo bandeirinha, cartão amarelo. Alguns minutos depois, o camisa 19 tomou a bola de Rodrigo Fabri, além de ver falta no lance, o árbitro ainda aplicou outro amarelo em Carlos Alberto, que foi expulso.

O Figueirense então, passou a dominar o jogo e parava nas defesas do jovem goleiro Renan. Deu tempo ainda para o alvinegro perder Wellington Paulista, numa disputa de bola o atacante caiu sozinho, ainda tentou voltar quando sentiu uma fisgada na coxa, para não agravar a situação do camisa 9, Ney Franco colocou o volante Leandro Guerreiro adotando de vez a postura defensiva.

Os últimos 45 minutos começaram e veio a incerteza, o Botafogo estava com um a menos e claramente o Figueirense iria vir para cima, era preciso um gol rápido. E quando a fase é boa... Aos nove minutos, depois de troca de passes, Diguinho lançou para Thiaguinho chutar na saída de Wilson. O primeiro gol dele com a camisa alvinegra. Botafogo 2 a 0.

Mesmo com o gol, a situação não acalmou. No Figueirense, PC Gusmão colocou o atacante Ricardinho na vaga de Rodrigo Fabbri para tentar alguma coisa, e conseguiu, aos 17 minutos, Cleiton Xavier cruzou da direita, Rafael Coelho empurrou Renato Silva na direção de Renan, os dois se chocaram e o próprio Rafael completou para o gol vazio. Botafogo 2 a 1.

E a partir daí foi só desespero, era raro ver um lance de ataque do glorioso, o placar favorável fazia com que o time tomasse a postura defensiva. O Figueirense tentava de todas as formas e ao torcedor do Bota restava o pensamento "acaba logo". Num dos ataques rápidos, Tadeu chutou para defesa de Renan, no rebote Rafael Coelho cabeceou e Túlio salvou com o peito.

O Figueira não desistiu, depois de falha de Renato Silva, Rafael Coelho cabeceou livre e Renan fez um milagre. Não dava pra mais nada, fim de papo, Figueirense 1, Botafogo 2. O Bota encara o Palmeiras, na próxima rodada, no Engenhão.

FIGUEIRENSE 1 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data/hora: 7/8/2008 - 20h30h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Asp. Fifa-MG)
Auxiliares: Rodrigo Otavio Baeta (MG) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP)
Renda: R$ 7.270.750,00/público: 8.570 pagantes
Cartões amarelos: Asprilla, Bruno Perrone e Leandro Carvalho (FIG); Carlos Alberto, Thiaguinho, Túlio e Diguinho (BOT)
Cartões vermelhos: Carlos Alberto, 24'/1ºT (BOT)
GOLS: Túlio, 16'/1ºT (0-1); Thiaguinho, 8´/2ºT (0-2); Rafael Coelho, 17´/2ºT (1-2)

FIGUEIRENSE: Wilson, Anderson Luis (Edu Salles, 20´/2ºT), Bruno Perone, Asprilla e William Matheus (Marquinho, intervalo); Leandro Carvalho, Magal, Rodrigo Fabri (Ricardinho, 12´/2ºT) e Cleiton Xavier; Rafael Coelho e Tadeu - Técnico: Paulo César Gusmão.

BOTAFOGO: Renan, Thiaguinho, Renato Silva, Andre Luis e Triguinho; Diguinho, Túlio, Lucio Flavio e Carlos Alberto; Jorge Henrique (Gil, 43´/2ºT) e Wellington Paulista (Leandro Guerreiro, 40´/1ºT) - Técnico: Ney Franco.

Nenhum comentário: