A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

domingo, 23 de novembro de 2008

PARABÉNS, SIMON!

Ronaldo Angelim disputa jogada contra Jajá
Foto: FlamengoRJ


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Acabou o sonho do hexa e além de perder de forma injusta para o Cruzeiro por 3 a 2, por tudo aquilo que o Flamengo desempenhou no segundo tempo, pelo pênalti escandaloso nos acréscimos que o árbitro Carlos Eugênio Simon não marcou, o rubro-negro carioca vê o São Paulo se distanciar cada vez mais do segundo colocado, Grêmio, no Campeonato Brasileiro, e ficar em ótimas condições de conquistar o hexacampeonato.

O técnico Caio Júnior optou por entrar em campo com uma escalação explorando os contra-ataques guiados pelos pés de Ibson e Kléberson. Entretanto, o Flamengo era lento, não conseguia sair ao ataque com a marcação do time Celeste e estava desorganizado. A linha com três defensores estave pífia durante os 90 minutos e após a saída de Airton por contusão, o meio-de-campo rubro-negro assim como na partida contra o Palmeiras era uma avenida. A partida foi do início ao fim eletrizante. O Cruzeiro sabendo da necessidade da vitória jogando em casa partiu pra cima e quase abriu o placar aos 30 segundos com Jajá.

Com dois minutos, aparecia a figura do árbitro Carlos Eugenio Simon. Após uma dividida próximo a área, Bruno pegou a bola com as mãos e o homem do apito marcou falta (tiro indireto). Na cobrança, a bola explodiu na marcação.

O Cruzeiro se aproveitando da falha de marcação do Flamengo quase abriu o placar aos cinco minutos. Fernandinho arriscou o chute da entrada da área, Bruno bateu roupa e Angelim afastou o perigo. O Flamengo respondeu em cobrança de escanteio que Ibson não soube aproveitar.
Juan, que se tratou durante a semana de uma pancada na panturrilha, parecia sentir ainda a contusão e dava muito espaço para as investidas de Gérson Magrão. Em uma delas, o ex-flamenguista deixou Jajá na cara do gol, mas o atacante errou feio. Aos 22, após tentar sair jogando ao lado da grande área, Angelim perdeu a bola e Jajá arriscou o chute, carimbando o travessão.

Sendo envolvido pouco a pouco e paciente ao jogo cruzeirense, aos 33 minutos, Ramires rolou a bola para Fernandinho estufar as redes. Na jogada, Léo Moura não acompanhou o adversário que teve total liberdade para marcar. 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Flamengo melhorou, mas a zaga continuava pecando. Aos quatro minutos, Ramires ficou cara a cara com Bruno, porém chutou pra fora. Aos oito minutos, após cobrança de escanteio, o esforçado Ibson cabeceou e empatou a partida. 1 a 1.

Aos 19, em nova falha, a zaga do Flamengo parou e Thiago Ribeiro que não teve nada a ver com isso, invadiu a área e marcou o segundo do Cruzeiro. 2 a 1. Assim que o Mengo sofreu o gol, Caio Júnior tirou Marcelinho Paraíba que sempre some no segundo tempo das partidas para a entrada de Diego Tardelli. O time melhorou e aos 25, após passe de Tardelli, Obina dominou bonito, girou pra cima do zagueiro e bateu no canto direito de Fábio. 2 a 2.

O Flamengo cresceu na partida e por pouco não virou. Juan completou cruzamento aos 30, mas a bola saiu caprichosamente pela linha de fundo. Logo após, Luizinho entrou na vaga de Juan para corrigir a marcação pelo lado esquerdo, mas nada mudou. Aos 39, após mais uma jogada pela canhota, Ramires ficou livre e bateu pro fundo do gol. 3 a 2.

O Mengão foi guerreiro. Diego Tardelli jogando muito bem quase empatou a partida após driblar duas vezes Léo Fortunato, mas Fábio salvou. Nos acréscimos, novamente, Diego Tardelli foi derrubado escandalosamente dentro da área e o árbitro FIFA ignorou a penalidade. Um absurdo que não ficou por menos. Tardelli partiu pra cima do árbitro e foi expulso. Não sou a favor de briga, mas bem que esse senhor poderia sofrer alguma agressão por parte dos jogadores do Flamengo. No final da partida, Fábio Luciano foi expulso após ir reclamar do lance.

Contudo isso, o Flamengo saiu do G4, após a vitória do Palmeiras sobre o Ipatinga e terá que vencer seus jogos e torcer por tropeços dos adversários para disputar a Libertadores 2009. Na próxima rodada, o Mais Querido enfrenta o Goiás, no Maracanã.

Só um detalhe, Diego Tardelli deve ser punido e qual será a pena para o CARLOS “EUROUBO” SIMON?


FICHA TÉCNICA: CRUZEIRO 3 X 2 FLAMENGO
Local: Mineirão, Belo Horizonte
Data/Hora: 23/11/2008 – 17h
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Erich Bandeira (PE)
Renda/Público: R$ 516.976,50 / 50.789 pagantes
Cartões amarelos: Ibson, Toró (Fla)
Cartões vermelhos: Diego Tardelli (46'/2ºT) e Fábio Luciano (após o fim do jogo)

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan (Elicarlos), Léo Fortunato, Thiago Heleno e Fernandinho; Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Gerson Magrão (Wanderley); Jajá (Fabrício) e Thiago Ribeiro. Técnico: Adilson Batista


FLAMENGO: Bruno (6.0), Jaílton (4.0), Fábio Luciano (5.0), Ronaldo Angelim (3.5); Léo Moura (5.0), Aírton (4.5) (Toró – 5.0), Ibson (7.5), Kleberson (6.5) e Juan (4.5) (Luizinho – 4.5); Marcelinho Paraíba (4.5) (Diego Tardelli – 6.5) e Obina (6.0). Técnico: Caio Júnior (5.5).

8 comentários:

Anônimo disse...

Mau camarada, apitei jogos profisional no estado do ES, na decada de 80/90, e nunca vi uma coisa como essa, e diz que este cara..Simon e da FIFA..Fala serio, nao sou rubro-negro, mas sou uma pessoa seria e honesta, mas este cara tem mais e de ser punido e com rigor....Cade a federaçao de arbitro? Porca-miseria

Saulo disse...

Galera! O Cruzeiro venceu de forma justa e não injusta. Não houve pênalti. O jogador do Flamengo cavou claramente o pênalti. Estão falando que o Flamengo perdeu porque o árbitro roubou é brincadeira né. Depois chamam o botafoguense de chorão.
Enfim, foi um jogo eletrizante e muito polêmico, mas foi justa a vitória da Raposa.

Renan de Moura disse...

Saulo, qual foi o jogo de você acompanhou esta tarde!!?? Não confunda o Flamengo com o Botafogo. Você é o UNICO a achar que não foi pênalti!! Você já leu o comentário acima do seu?? Deveria ler, pra pelo menos saber o que é um penalti, aliás aquele do Ferrero contra o seu time no Carioca existiu!OK?

Felipe disse...

O pênalti existiu? Existiu. Aliás, foram dois pênaltis não marcados e akele impedimento rídiculo que o bandeira marcou quando o Tardelli ia na cara do gol. Mas não dá pra colocar a derrota na conta do árbtitro. Se o Flamengo tivesse jogado com vontade desde o primeiro tempo nós teríamos goleado o timeco do Cruzeiro.

O Simon é um merda (fato), mas o flamengo hoje estava apático e totalmente desorganizado, principalmente no primeiro tempo. Querer jogar toda a culpa no árbitro é querer tapar o sol com a peneira.

Renan de Moura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renan de Moura disse...

É lógico que a culpa da derrota não é exclusiva do árbitro, mas ele contribuiu para que o Flamengo não permanecesse no G4!!

Anônimo disse...

CHORA FLAMENGO! EU VI UM V[ÍDEO NO GLOBO ESPORTE QUE MOSTRA CLARAMENTE QUE O DIEGO PISOU NA BOLA!!!


E O PÊNALTI DO TORÓ NO TIAGO RIBEIRO? A GROBO É TÃO TENDENCIOSA QUE MOSTROU O REPLAY UMA VEZ E ESPEROU TODO MUNDO ESQUECER DO LANCE, E... TODOS ESQUECERAM!!!

CHUTES A GOL: CRUZEIRO 26X9 MENGUINHO!

PRA TERMINAR EU TIVE QUE OUVIR O WRIGHT CHORANDO O DIA TODO!!

BUÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ


KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

CHORÃO!