A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

A ERA ASSUMPÇÃO

Com o filho Rodrigo, Maurício Assumpção vota de mão esquerda
Foto: Gustavo Rotstein (globoesporte.com)

Torcedores do Glorioso,

Mais uma novela teve fim para os lados de General Severiano, a "surpreendente" eleição de Maurício Assumpção como novo presidente alvinegro, o dentista de 46 anos venceu em chapa única. Pode até parecer meio jogado, um clube da imensidão do Botafogo ter chapa única nas eleições, mas houve muita confusão com direito a tempo fechado na decisão das chapas.

A única coisa certa quando iniciou-se o ano foi que este seria o fim da era Bebeto de Freitas como presidente do clube da estrela solitária, ele bem que ameaçou sair antes, mas, como diz Montenegro, "o Botafogo é uma tatuagem" e o Bebetão permaneceu. Aos poucos os candidatos a novo presidente do clube foram dando as caras. O primeiro a aparecer, defendendo a situação, foi João Pedro Figueira (DEM-RJ) logo rejeitado pelos torcedores.

A situação demorou a se mexer novamente e há pouco tempo apresentou Maurício Assumpção, nome de ídolo alvinegro, como candidato. Parecia que tudo iria parar por aí, mas há poucos dias da eleição, a oposição lançou a chapa "Botafogo Total" sob liderança de Marcos Portella, ex-vice de Assumpção, esses falsos botafoguenses tiveram sua chapa quebrada e Maurício pode comemorar a vitória antes do tempo.

E hoje o tão esperado dia chegou, o sol abriu sobre General Severiano e as eleições começaram na quadra de volêi e basquete ao lado do CT João Saldanha, em Botafogo. O clima de "já ganhou" tomava conta do local e todos estavam esperando para receber o novo presidente na votação. Ainda antes da eleição a notícia que Ricardo Rotemberg estaria fora do cargo de colaborador na nova gestão ecoava nos corredores, o nome de Roten estava incluído na lista de renúncias enviadas pelo MCR (Movimento Carlito Rocha).

Outro que poderia ficar fora era Carlos Augusto Montenegro, o colaborador-torcedor deu uma de D. Pedro e disse: "se é para o bem de todos e felicidade geral da nação (alvinegra), diga ao povo que fico." Desmentindo os rumores de sua saída. O novo todo poderoso do alvinegro chegou nas dependências do clube por volta das 10h, mas esperou até as 11h30m para votar, estava no aguardo de seu filho Rodrigo. Quem também marcou presença além dos ex-presidentes Rolim e Mauro Ney Palmeiro, foi Guilherme Arino, 80 anos de sociedade com o clube alvinegro e primeira pessoa a encontrar a carta testamento de Getúlio Vargas.

A não ser por uma pequena confusão na hora da votação, o sufrágio ocorreu normalmente até o fim. Quem fez questão de garantir cargo para o próximo ano foi o sempre irreverente Montenegro que rasgou elogios ao novo chefe. Assumpção também elogiou Montenegro e lembrou que evitou uma possível saída do colaborador no momento de crise do fogão. Nesse total clima de cordialidade o Botafogo, um dos mais tradicionais clubes desse país, conheceu seu novo general. Quem ficou com essa eleição entalada na garganta foi o MCR e a chapa "Botafogo Total".

Ainda nas dependências do clube, Assumpção declarou o que pretende fazer em sua gestão. Entre aquelas tradicionais propostas de político recém-eleito, destacou-se uma, o apoio a categoria de base nos moldes do Internacional de Porto Alegre, que ,segundo o novo presidente, é um dos melhores no assunto.

Agora é estrela no peito e taça na mão, sempre na esperança que dias melhores virão.

Saudações Alvinegras.

2 comentários:

Sobre o Futebol Carioca disse...

tomara que ele acerte o bota de 2009 ate 2011, vamos ver,

Aldevan Junior disse...

TOMARA QUE MANTENHA O BOM TRABALHO DA GESTÃO BEBETO DE FREITAS. MAS PARECE QUE SÃO DE CORRENTES DIFERENTES.

QUE O BOTAFOGO NÃO SOFRA COM ESSAS IMBECIS DIFERENÇAS ENTRE DIRIGENTES.