A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

domingo, 16 de março de 2008

Xô uruca !!!!


Obina e Renato Silva disputam bola pelo alto, fogão venceu bem o urubu.
Foto: Divulgação

Torcedores do glorioso,

Acabou a mandinga rubro-negra, foi sofrido, foi difícil, exatamente como deve ser um jogo do Botafogo, mas acima de tudo a vitória foi nossa. A arbitragem, como sempre, titubeou e não expulsou um jogador do Flamengo, marcou dois pênaltis inexistentes, um para cada lado, e ignorou um de Thiago Salles em Jorge Henrique. Mas no fim deu tudo certo e o fogão ganhou.

O Botafogo, que entrou em campo de uniforme preto, estava melhor no início do jogo, o urubu, como eu havia dito, esperou pacientemente pelo créu de hoje e ele veio. Se fazendo de difícil o Fla teve a primeira oportunidade do jogo, Toró arriscou de fora e Castillo salvou a meta, depois de algumas osportunidades do alvinegro, o gol saiu aos 22, depois de uma confusão na entrada da aréa rubro-negra, Jorge Henrique tocou de carrinho e Wellington Paulista finalizou, Botafogo 1 a 0. O atacante alvinegro deve ter seguido os ensinamentos da esposa, colocou o pé na forma.

O glorioso se recuou com o gol e passava a sair nos contra-ataques, depois de a bola ser parada para o atendimento a Renato Augusto, Túlio quis executar o chamado Fair-Play, mas o "expertinho" Toró, roubou a bola do volante alvinegro e sofreu falta do mesmo, na cobrança Obina foi derrubado em lance duvidoso, pênalti, Léo Moura bateu e converteu.

O gol não abalou o Botafogo que era superior no primeiro tempo do jogo, Lúcio Flávio foi derrubado na área, outro lance duvidoso, mas o árbitro Marcelo Pinto deu pênalti, Zé Carlos bateu bemp e deixou o glorioso em vantagem para o segundo tempo.

Na volta do intervalo os dois técnicos mantiveram os times, e quem chegou primeiro foi o Flamengo, Toró driblou Castillo e fez o gol que foi perfeitamente anulado pela arbitragem, o meia do rubro-negro estava impedido.

O Botafogo não demorou a dar a resposta, Aos sete minutos, Jorge Henrique apareceu bem na área e aproveitou o cruzamento de Wellington Paulista. O atacante cabeceou no canto direito de Bruno para fazer o terceiro gol do Botafogo. O goleiro rubro-negro nem chegou a pular. A partir daí o alvinegro esteve muito próximo de marcar o quarto gol, e o Flamengo estava completamente recuado, aceitando a pressão.

Mas isso mudou pouco depois, enquanto Joel Santana colocou jogadores de ataque, para explorar a defesa alvinegra, Cuca colocou jogadores com características defensivas, e o Botafogo ficou desestabilizado, nitidamente atrás, o alvinegro deu espaço ao rival que acabou marcando aos 24 minutos, após o cruzamento de Egídio, Thiago Salles cabeceou e fez o segundo gol do Flamengo, começou aí a primeira confusão do jogo, pois o goleiro Castillo demorou a repor a bola em jogo, o lance lembrou a final da Taça Guanabara, mas nenhum jogador foi punido.

O Flamengo ficou superior no jogo e criava grandes chances, enquanto o Botafogo buscava jogadas de contra-ataque. A situação do glorioso só ficou melhor depois que Jonatas e Obina foram expulsos merecidamente, a torcida do Botafogo soltou os gritos de "timinho" das arquibancadas ironizando a atitude dos jogadores do Flamengo.

E como resposta, uma paródia da música que os rubro-negros costumam cantar: - "Tu és, time de fanfarrão, ganha metendo a mão, que papelão... Eu, nunca me calarei, onde estiver gritarei, pega ladrão''.

O fim do jejum de quatro anos sem vitória tirou um incomodo que vinha se arrastando no alvinegro, creio que agora os confrontos contra o Flamengo serão um pouco mais tranquilos. Parabéns Botafogo, ninguém nos cala.

Antes de vir com a justificativa que foi com time reserva: o Flamengo jogou com Bruno, Toró, Jaílton e Léo Moura, todos titulares. Além de Renato Augusto que volta de contusão, Marcinho e Obina que entram em todos os jogos. Se esse é o reserva, sinceramente, não sei qual é o titular, esse é o time misto, reserva foi o Botafogo de 1997 que venceu o Fla por 1 a 0.

BOTAFOGO 3 x 2 FLAMENGO

Gols: Wellington Paulista aos 22; Léo Moura aos 39; e Zé Carlos aos 46 minutos do primeiro tempo; Jorge Henrique aos 7; Thiago Salles aos 24 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Jaílton (Flamengo); Jorge Henrique, Túlio, Andre Luiz e Triguinho (Botafogo)
Cartão vermelho: Jônatas
Árbitro: Marcelo de Souza Pinto (RJ)
Auxiliares: Beival do Nascimento Souza (RJ) e Vilmar Raul (RJ)
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 21.010 pagante / Renda: R$ 296.733,00

BOTAFOGO: Castillo, Alessandro, Renato Silva, André Luís, Triguinho (A. Felício), Túlio (Eduardo), Diguinho, Lúcio Flávio, Zé Carlos (Wellington Jr.), Jorge Henrique e Wellington Paulista. Téc: Cuca

FLAMENGO: Bruno, Léo Moura, Leonardo, Thiago Sales, Egídio, Gavilán (Léo Medeiros), Jaílton (Marcinho), Jônatas, Toró, Renato Augusto (Maxi) e Obina. Téc: Joel Santana

Nenhum comentário: