A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quarta-feira, 19 de março de 2008

GARRA, TRANQUILIDADE E VITÓRIA

Marcinho marcou os dois gols da vitória diante do Nacional-URU
Foto: Marcelo Theobald - Ag. O Globo

Torcedores do Mais Querido do Brasil,

O Flamengo jogando sobre pressão e ao lado da torcida no Maracanã cresce. Dessa vez não foi diferente. O público compareceu (mais de 50 mil torcedores) e foi importante para a vitória de 2 a 0 contra o Nacional, do Uruguai, pela Taça Libertadores. Os gols rubro-negros foram marcados por Marcinho que ajudou a equipe a assumir a liderança do Grupo 4.

Durante o último coletivo realizado na Gávea que durou pouco mais de 15 minutos, Joel Santana surpreendeu a todos colocando Marcinho como titular. Pelo visto, mais uma vez o Natalino calou a boca dos críticos que apostavam em Diego Tardelli como titular absoluto para essa partida.

O Mais Querido do Brasil não apresentou uma atuação impecável no jogo dessa noite, e com um pouco de lentidão na saída de bola no primeiro tempo foi facilmente bloqueado pelo time Cisplatino. O Mengão insistia em avançar pelo meio-campo, explorando pouco a liberdade dos alas Juan e Luizinho, que sustituiu Léo Moura suspenso devido o cartão vermelho contra o mesmo Nacional, em Montevidéu. Já o time comandado pelo técnico Gerardo Pelusso buscava o gol nos contra-ataques.

Aos três minutos de partida, Souza recebeu cartão amarelo por um carrinho. Seria um sinal de destempero e ansiedade? Que nada, a equipe da Gávea soube controlar os nervos, porém quem ameaçou primeiro foi o Nacional aos 15 minutos. Bruno voou para salvar um gol que parecia provável e na sequência a bola sobrou para Bertolo que não conseguiu o domínio e o camisa 1 voltou a pegar.

Depois do susto, o Flamengo acordou e marcou o gol que abriu o placar na raça. Aos 25 minutos, após escanteio da direita, Ronaldo Angelim cabeceou para a área, Fábio Luciano ajeitou e Marcinho completou para o fundo do gol na segunda tentativa cara a cara com o goleiro Viera. Fla 1 a 0.

O Nacional voltou a assustar no fim da primeira etapa com Fornaroli, que cabeceou com perigo para a grande defesa de Bruno.

No segundo tempo, o Flamengo foi dominado durante os primeiros 15 minutos. O time uruguaio trocava passes próximo a área rubro-negra, mas para nossa sorte não conseguiam uma finalização exata.

O Flamengo só chegou a assustar aos 18 minutos, após o lateral Luizinho colocar a bola na cabeça do atacante Souza que cabebeou para fora. Mas, quatro minutos depois, Marcinho, oportunista e sortudo, ampliou a vantagem. Novamente Luizinho cruzou da direita, Juan conseguiu carimbar a trave e o atacante na sobra, cabeceou para o fundo do gol. Fla 2 a 0.

Após o gol que deu maior tranquilidade, a garra demonstrada pelo Mengão foi muito apreciada pela torcida, que novamente deu show no Maior do Mundo e retoma as esperanças de classificação para as oitavas-de-final do torneio mais importante do continente americano. O próximo desafio pela Libertadores é contra o Cienciano, na altitude de Cuzco, dia 09 de abril.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 x 0 NACIONAL

FLAMENGO: Bruno (7.5), Luizinho (7.5), Fábio Luciano (7.5), Ronaldo Angelim (6.5) e Juan (7.5);Cristian (8.5), Kleberson (7.0), Ibson (7.0) e Renato Augusto (8.0); Marcinho (8.5) (Maxi - 6.0) e Souza (5.5) (Obina - 5.5) - Técnico: Joel Santana (8.0).


NACIONAL: Viera, Acosta, Victorino, Barone e Romero; Óscar Morales,Arismendi, Cardaccio e Bertolo (Ligüera - 20'/2ºT); Richard Morales eFornalori (Vera - 37'/2ºT). Técnico: Gerardo Pelusso.

Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Auxiliares: Antonio Arias (PAR) e Nicolás Yegros (PAR)
Renda/público: R$ 1.081.079,00 / 47.096 pagantes (51.363 presentes)
Cartões amarelos: Souza (FLA); Arismendi, Fornaroli, Romero (NAC)

Nenhum comentário: