A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

sábado, 29 de março de 2008

Fla tropeça, mas garante a vaga

Maxi tenta alcançar a bola tendo um adversário a sua cola
Foto: Globoesporte.com

Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Não foi da maneira que o torcedor esperava. Sem jogar bem, o Flamengo empatou por 0 a 0 com o Madureira, neste sábado, no Maracanã e garantiu vaga nas semifinais da Taça Rio.

A igualdade na partida pôs fim a uma seqüência de dez vitórias do Rubro-Negro sobre os times considerados pequenos. Na estréia do seu terceiro uniforme, o time não teve sorte. Foram duas bolas no travessão do rival (assista aos melhores momentos do jogo no vídeo ao lado).

O Fla ocupa a vice-liderança no Grupo A, com 16 pontos, e não pode mais ser alcançado pelo Caxias. Na última rodada, com o time reserva, enfrenta o Vasco. Mesmo com a vaga, a torcida não aceitou o tropeço e vaiou a equipe no fim do jogo.

- O importante foi a classificação. O Madureira entrou para empatar e conseguiu - diz o zagueiro Ronaldo Angelim.

Por outro lado, o Madureira volta suas atenções a para a Copa do Brasil quando enfrenta o Juventude, quarta-feira, em Edson Passos. No Campeonato Carioca, o Tricolor suburbano fica com dez pontos no Grupo B e sem chance de classificação.

Desta vez, o ponto de interrogação sobre o Flamengo não foi na escalação. Até momentos antes de o jogo começar, o time não sabia qual uniforme utilizaria. Por erro do fornecedor, o clube só recebeu no sábado o número 2 para prensar na terceira camisa, uma homenagem ao remo.
Com o problema solucionado, o Rubro-Negro entrou em campo de roupa nova, mas preguiçoso. Em ritmo lento e prejudicado pelo forte sol, somente aos 24 minutos teve a primeira boa chance. Leo Moura cruzou da direita e o pequenino Maxi cabeceou para Renan defender. Um minuto depois, Juan arrancou do meio-campo e finalizou de fora da área. Novamente o goleiro do Madureira apareceu bem.
Ao contrário do que prometera na véspera, o técnico do Tricolor suburbano, Carlos Tozzi, não colocou em campo um time reseva. Mas nem os titulares assustaram muito no primeiro tempo.
A vaia dos poucos torcedores que estiveram no Maracanã ao fim da primeira etapa demonstraram bem o baixo nível técnico do jogo.

O Flamengo retornou ao campo sob os gritos de "queremos raça". E foi o que Cristian demonstrou aos três minutos quando roubou a bola na defesa e iniciou a jogada que terminou em um cruzamento de letra de Leo Moura e na cabeçada de Marcinho no travessão.

Aos 11 minutos, novamente o travessão salvou o Madureira. Maxi cruzou, a bola tocou na trave e sobrou para Juan, com o gol aberto, chutar por cima do travessão e perder uma chance incrível.

No contragolpe, o time tricolor quase surpreendeu. Wagner arriscou e a bola passou sobre a baliza de Bruno. A partida ficou praticamente um treino de ataque contra defesa. Mas a barreira do Madureira segurou bem o Fla. Apenas aos 33 minutos Obina cabeceou com perigo. Logo na seqüência, Douglas chutou rasteiro e quase surpreendeu Bruno.

Aos 38 minutos, Diego Tardelli entrou pela ponta esquerda, mas chutou em cima de Renan. O mesmo Tardelli teve a chance do gol da vitória aos 45 minutos, mas chutou para fora.


Ficha da partida : FLAMENGO 0 x 0 MADUREIRA

Flamengo: Bruno, Leo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim, Juan, Cristian, Ibson, (Toró), Kleberson, Renato Augusto, (Diego Tardelli), Marcinho, Maxi, (Obina). T: Joel Santana

Madureira: Renan, Paulo Cesar, Marcílio, Jordan, Tiago, (China), Wagner, Douglas, Amaral, (Júnior Negão), Everton, Chrys, (Doriva), Milson Santos. T: Carlos Tozzi

Cartões amarelos: Everton (M), Wagner (M)
Árbitro: José Alexandre Lima
Auxiliares: Dilbert Pedrosa e Ediney
Público: 11.536 pagantes (12.812 presentes)
Renda: R$ 124.169,50

Fonte: Globoesporte.com

Obs: O jogo foi tão ruim que nem quis comentar nada!

Nenhum comentário: