A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

CHORANDO DE RIR


Torcedores do Mais Querido do Brasil,

Perdeu? Coloca a culpa no árbitro. Essa tem sido a atitude do “Buáátafogo” em todos os jogos decisivos ultimamente. O vice muda, o campeão é o mesmo e a reclamação também. A arbitragem tem seus equívocos, mas não é a única culpada pela derrota de uma equipe. Os jogadores do Botafogo se passam como os “bonzinhos”, corretos, coerentes e inocentes, desmerecendo a luta e a determinação desse elenco rubro-negro que tanto batalhou para a conquista desse título (Taça Guanabara).

Em 1989, o alvinegro saiu de um jejum de 20 anos sem tentos após um gol irregular de Maurício. Dias depois da discussão do lance decisivo, surge à declaração do árbitro da partida de que teria recebido dinheiro do então presidente da FERJ, “Caixa D´agua”, para favorecer o clube de General Severiano. Qual a atitude do Flamengo? Vencer, vencer e vencer confrontos seguintes e dançar o creu em 2008.

Portanto, não há o porquê de chorar. Isso é ridículo, vergonhoso. Se o Montenegro afirmou que esse seria um verdadeiro elenco de “machos”, se enganou perfeitamente, porque um time de "machos" é aquele que dá a resposta em campo, e não após o jogo, apontando defeitos e erros inexistentes na arbitragem.

Souza mostrou sua criatividade diante da Nação no jogo contra o Cienciano pela Libertadores, fazendo o gesto de choro em alusão as reclamações botafoguenses da final. Mas, o que seria do futebol sem a rivalidade sadia? É isso que torna o futebol um esporte popular e de atração encantadora. Ao contrário do meia Tricolor, Thiago Neves, que comemorou de forma acintosa em frente a torcida do Mengão, o camisa 9 da Gávea comemorou diante de sua torcida e de uma forma irreverente sem agredir a moral de ninguém.

Inconformados, os jogadores alvinegros rebateram a comemoração do centroavante, principalmente Túlio que criticou severamente o jogador rubro-negro:
_ Souza deveria estar jogando pelada. É um cara que caiu de pára-quedas no profissionalismo. Foi falta de respeito. Tratando-se de Souza que sai pela porta dos fundos por onde ele passa, não é novidade alguma.


Mas, quem diz o que quer, ouve o que não quer. Souza rebateu as críticas aumentando ainda mais o embate entre eles:
_ Não conheço Túlio como nada. Nunca vi ele jogar futebol em clube algum. Tenho 25 anos, já fui artilheiro. Se eu sou peladeiro, ele tem que trabalhar e muito para ganhar os títulos que já ganhei.


Se essa é a mais nova bronca dos botafoguenses, então porque eles não reprimiam Túlio Maravilha que cansava de usar suas artimanhas para comemorar diante dos arqui-rivais? Se até mesmo a imprensa repudiar a atitude do atacante Souza, o que será da comemoração do gol? O futebol não pode cair na insensatez do político e correto jeito de ser, da falta de liberdade e de expressão. A ética das torcidas é caracterizada pela zoação nos cantos da cidade enriquecidas pelo cotidiano e polêmicas que envolvem os clubes, porém sem violência.

Então cachorrada, como a sua inspiração é ver a derrota do Mengão, continuem chorando pois eu não vou ligar, não vou ligar, chegou a hora, vais me pagar, pode chorar, pode chorar...

E eu choro de rir!

Videoblog



Saudações rubro-Negras!!

Um comentário:

Maicon disse...

Koe Renan vc sabe q fomos roubados mais não adianta discutir já passou né?Mas tirando isso tudo gostei da matéria ficou muito maneira!!!!!