A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

sábado, 2 de fevereiro de 2008

Folia Rubro-Negra

Obina é o artilheiro da partida e faz a folia no carnaval rubro-negro
Foto: Márcio Rodrigues - Fotocom.net

Torcedores do Mais Querido do Brasil,

Na estréia do Flamengo no Engenhão, nesse sábado de carnaval, a equipe rubro-negra venceu o América por 4 a 0, mantendo a liderança do grupo A e está bem próximo da classificação para as semifinais da Taça Guanabara. Basta o Cardoso Moreira não vencer o Volta Redonda, amanhã, em Volta Redonda.

Já o América estreou no comando de sua equipe o técnico Gaúcho, porém a equipe tijucana continua sem conquistar um pontinho no campeonato.

No primeiro tempo, o jogo foi morno. O América chegava nos contra-ataques finalizados por Lourival. Já o Flamengo tinha dificuldades de furar a retranca do Diabo.

Aos 20 minutos, o Flamengo teve a primeira oportunidade com Ibson, que chutou colocado da entrada da área, mas que não assustou o goleiro Fábio Carvalho. Aos 41 minutos, Juan teve a oportunidade mais escancarada de abrir o placar. Após jogada pela direita de Marcinho, o mesmo cruzou para a área e o lateral-esquerdo de frente para o gol, escorou mal e chutou para fora.

Um minuto depois, Souza marcou um gol legítimo, mal anulado pelo auxiliar Vinícius Nascimento alegando impedimento.

Na volta para o segundo tempo, Joel Santana sacou Marcinho (atuação apagada), para a entrada do xodó, Obina.

E a substituição surtiu efeito minutos depois. O Flamengo veio com outra atitude, não permitindo o América respirar e sair para o jogo. Léo Moura levava perigo ao alvirubro com os chuveirinhos armados pela direita. E após a expulsão do meia Jefinho, o Flamengo partiu em busca do gol com três atacantes. Maxi entrou no lugar de Jaílton.

A blitz rubro-negra estava formada. Aos 23, Obina recebeu bola na grande área de Juan e chutou na trave. Um minuto depois, Fábio Luciano foi expulso com o segundo cartão amarelo, após entrada violenta.

O gol rubro-negro só saiu aos 31 minutos com o Anjo Negro. Após cruzamento, a bola sobrou caprichosamente nos pés de Obina, que teve a tarefa de empurrar a "pelota" para o fundo do gol.

Após o gol, Elvis foi mais um a ser expulso na equipe do Mequinha, depois de carrinho em Juan. Com um a mais, o campo ficou maior, facilitando as investidas do Flamengo com Juan, Léo Moura e o homem-surpresa, Ronaldo Angelim, pelas laterais.

Tanto é que em jogada individual pela esquerda, aos 37 minutos, Juan chutou bem colocado e marcou sem chances para Fábio Carvalho. Fla 2 a 0.

Aos 43 minutos, mais um gol. Outra vez Obina. Com um toque sensacional de calcanhar do "baixolinha" Maxi para Juan, o lateral deixou o xodó frente a frente com o goleiro do Mecão que não titubeou e marcou seu segundo gol na partida. Uma pintura!

Nos acréscimos, coube mais um gol de Obina. Outra vez com passe de Juan, o atacante pegou a bola de primeira, estufando a rede adversária. A folia estava armada. Flamengo 4 a 0.

Obina entra para a história do Engenhão por ser até então o maior artilheiro em uma só partida no estádio e junta-se a Ibson e Souza na artilharia da equipe na competição. O próximo time a ser enfrentado será o Volta Redonda, quinta-feira, as 19h30, no Maracanã.


Ficha Técnica:

Cartões amarelos: Everton, Jeffinho, Válber e Elvis (A). Toró , Fábio Luciano (F).

Cartões vermelhos: Fábio Luciano e Jeffinho.

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá

Auxiliares: Ronaldo Kenupp e Vinícius Nascimento

Renda: R$ 227.610,00

Público: 15.469 pagantes

Flamengo: Bruno (7.5), Leo Moura (9.0), Fábio Luciano (8.5), Ronaldo Angelim (8.5), Juan (9.0), Jaílton (8.0), (Maxi - 7.5), Jônatas (6.5), Ibson (7.0), Toró (7.0), Marcinho (6.5), (Obina - 10), Souza (7.0), (Rodrigo - 6.5), Técnico: Joel Santana (9.0).

América: Fábio Carvalho, Bruno Carvalho, Cléberson, (Cleiton), Márcio Abraão, Maciel, Válber, Jeffinho, Éverton, (Messias), Elvis, Lourival, Eraldo, (Marco), Técnico: Gaúcho.

Nenhum comentário: