A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Retrospectiva alvinegra 2007.

Túlio, Zé Roberto e o capitão Juninho


Em 2007 o Botafogo viveu um ano de altos e baixos. Alguns fatos reforçaram a famosa frase “tem coisas que só acontecem ao Botafogo”, mas se elas só acontecem conosco é porque somos únicos. Os únicos a mostrar o bom futebol, a ter o melhor estádio do Brasil, a evitar por duas vezes o gol mil do Romário e a ter a torcida mais apaixonada, principalmente nos momentos difíceis.

A torcida deu um show a parte, o hit “ninguém cala” ecoou pelos estádios brasileiros servindo de base para o meio-campo atuar, Túlio e sua experiência, Guerreiro e seu empenho, Lúcio Flávio e sua maestria e Zé Roberto com os dribles ganharam elogios dos críticos, formaram o melhor meio-campo do Brasil e levaram o Botafogo a liderança.

No carioca, uma campanha razoável e uma eliminação precoce na Taça Guanabara, na Taça Rio um 4 a 4 de tirar o fôlego contra o Vasco e o título na final. Na decisão, era a vez do Flamengo, abrimos 2 a 0 de vantagem e com um descuido permitimos o empate em 2 a 2, mesmo resultado do segundo jogo, há quem diga que Dodô faria o terceiro se o bandeirinha não errasse na marcação do impedimento, nas penalidades nós perdemos e amargamos o vice-campeonato. Começava ali a crise dos goleiros, não que eles não fossem bons, mas não tinham a tradição necessária para jogar pelo fogão, foram 5 ao todo e nenhum se firmou.

A copa do Brasil serviu para o alvinegro mostrar um pouco de sua força, com uma campanha irretocável o time conseguiu chegar as semi-finais contra o Figueirense, teoricamente um time mais fraco, o primeiro jogo foi em Florianópolis, com elenco desfalcado, perdemos por 2 a 0, no Maracanã o time sabia que precisava ir para cima, e foi, marcou 5 gols e teve 2 mal anulados pela bandeirinha Ana Paula, resultado final uma vitória por 3 a 1 e uma eliminação injusta.

No Campeonato Brasileiro o Botafogo teve um início excelente, venceu partidas fora de casa, uma delas contra o então campeão do mundo, Internacional. Entramos em declínio numa partida encarada como decisão do primeiro turno, Botafogo e São Paulo no Maracanã, além de perder por 2 a 0, perdemos também o Túlio, suspenso depois de um chute em Leandro. O caso do doping de Dodô conturbou o elenco alvinegro, o substituto foi André Lima, o torcedor que virou jogador, mostrou muita técnica e virou ídolo da torcida alvinegra que queria que ele permanecesse mesmo depois da volta do artilheiro. O recém inaugurado Engenhão (Estádio Olímpico João Avelange), foi palco do Clássico vovô (Fluminense e Botafogo), o primeiro gol não foi alvinegro, foi tricolor, Alex Dias abriu a contagem, mas o fogão virou com dois gols de Dodô, vencemos a partida e ganhamos a licitação do estádio, ele é nosso para os próximos 20 anos.

A Sul-Americana foi encarada como um torneio importante, já que havíamos perdido a Copa do Brasil, o primeiro adversário foi o Corinthians, vitória por 3 a 1 no Maracanã e despedida do André Lima, que se transferiu para a Alemanha, no Pacaembu, 2 a 1 e uma classificação sem problemas. O próximo adversário era o River Plate, há muito tempo o Botafogo não encarava um rival de fora do Brasil, no Engenhão acabamos vencendo por 1 a 0 com um golaço do Joílson, mas na Argentina, um jogo para esquecer, mesmo estando por duas vezes na frente, permitimos a virada e um gol aos 47 do segundo tempo, derrota por 4 a 2, abalo no elenco e demissão do técnico.

Mário Sérgio foi contratado para assumir o time, mas em três partidas, ele perdeu todas e o Botafogo perdeu todo o planejamento da temporada, as possibilidades de classificação para a Libertadores ficaram pequenas e depois de nove dias Cuca voltou.

Algumas partidas vencidas, elenco novamente em mãos, mas surge o São Paulo, chegamos a fazer 2 a 0 em pleno Morumbi, mas o empate foi permitido e a classificação para a Libertadores ficou só no sonho. No final uma consoladora classificação para a Sul-Americana. Esse foi o Botafogo, o time com elenco forte que acabou não tendo sorte e conseguiu apenas um título.

Um comentário:

Ivan Congílio Mazzuia disse...

Tem coisas que só acontece no Botafogo! rsrsrsrs Nunca vi um time com tantos altos e baixos na mesma temporada, porém esse ano acho que o Botafogo será mais constante, quem sabe até não consiga algum título ? As contratações estão boas!