A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

CÉU E INFERNO

Clubes cariocas buscam a glória da luta pelo título ou pela permanência na elite
Foto: arquivo de Internet

O Campeonato Brasileiro se aproxima da reta final e cada ponto é decisivo no Brasileirão mais equilibrado dos últimos tempos. Flamengo e Botafogo vivem situações opostas aos desesperados Fluminense e Vasco que ocupam a lanterna e a penúltima colocação, respectivamente.

O time comandado por Caio Júnior vem em uma crescente no segundo turno depois de perder importantes jogadores para o exterior e mesmo com as críticas ferrenhas ao treinador, principalmente na partida de sábado contra o Sport por parte da torcida que o chamou de “burro” após a substituição de Vandinho por Ibson e pelas supostas acusações de intrigas no elenco, o Flamengo diminuiu a diferença para o atual líder Palmeiras para apenas quatro pontos.

De acordo com o matemático Tristão Garcia, do site “Infobola”, as chances que eram de 4% de título, passaram para 7% e a possibilidade de disputar a terceira Libertadores consecutiva subiu para 53%. Das 11 partidas restantes, o Mengão jogará diante da Nação Rubro-Negra em sete ocasiões (Atlético-MG, Vasco, Coritiba, Palmeiras, Goiás e Botafogo*). Dois desses jogos em casa serão importantíssimos: o clássico contra o desesperado Vasco e quem sabe, a final antecipada contra o time de Wanderley Luxemburgo.

Os demais jogos longe do Maracanã serão contra Náutico, na próxima rodada, Vitória, Cruzeiro e Atlético-PR. A partida contra o Alvinegro carioca mesmo que seja no Engenhão, terá a presença maciça dessa torcida que provou ser apaixonada, vibrante e positiva, acreditando até o instante final no hexacampeonato brasileiro.

O Botafogo esteve bem próximo de assumir a liderança do Brasileirão, vindo de uma seqüência empolgante de resultados, conquistando pontos importantes fora de casa, mas nas últimas quatro partidas não conseguiu vencer, saindo do G4. A possibilidade de conquistar o título no momento para o Fogão é de apenas 3%. A tabela é um pouco ingrata para o time comandado por Ney Franco, pois das onze partidas restantes, quatro são contra aqueles que brigam pela ponta do campeonato. Os jogos contra São Pulo e Flamengo serão no Rio de Janeiro, mas o vice-líder Grêmio e o primeiro colocado Palmeiras jogarão em casa.

O time da Estrela Solitária ainda enfrentará equipes que brigam para não cair para a Segundona (Santos, Atlético-PR e Figueirense, no Engenhão e Ipatinga e Atlético-MG, em Minas). Fechando a tabela de confrontos, o Bota encara o Vitória e Goiás, dentro e fora de casa, respectivamente. A chance de retornar ao maior torneio sul-americano é de 21%.

Enquanto uns brigam pela parte de cima, outros estão com a corda no pescoço. O Vasco que está na 19ª colocação e não conquista um ponto a cinco partidas, corre sério risco de cair para a Segunda Divisão. De acordo com Tristão Garcia, as chances são de até 62%.

Renato Gaúcho que retornou a Colina terá sete jogos em são Januário para livrar o time da zona do descenso. A próxima partida será diante do Figueirense, dia 4 de outubro. Esse jogo-chave, também chamado de seis pontos pela briga que as equipes travam para afastar o perigo da queda.

Completando, o time cruzmaltino terá pela frente o Flamengo, Atlético-PR, Santos, São Paulo, Vitória e no dia dos mortos, dia 2 de novembro, o clássico dos desesperados contra o Fluminense. Fora do “caldeirão”, o Sport, Goiás, Atlético-MG e Coritiba serão os adversários do Vascão. Abre o olho Renato Gaúcho.

E o time que disputou o título da Libertadores e perdeu para a LDU, em pleno Maracanã, parece não ter esquecido o golpe e não consegue se recuperar no Campeonato Brasileiro. Mesmo com a chegada de jogadores como Everton Santos, Eduardo Ratinho e o mais novo contratado Ciel e do técnico Cuca, a situação permanece a mesma, o Fluzão figurando entre os últimos colocados.
Hoje, o tricolor das Laranjeiras tem 72% de possibilidade de retornar a Segunda Divisão. E a tarefa não será fácil para figurar na elite do futebol brasileiro em 2009. Das 11 partidas a serem disputadas, seis delas serão fora do Rio de Janeiro (Atlético-PR, Vitória, Figueirense, Cruzeiro, Inter e são Paulo). A obrigação aumenta quando os jogos são em casa contra Goiás, Palmeiras, Vasco, Portuguesa e Ipatinga.

O futebol carioca iniciou o ano de forma meteórica, com dois clubes candidatíssimos a conquistar o maior título das Américas e parece que terminará com dois times na Segundona. Esperamos que não, mas com o futebol apresentado a situação está difícil de não acontecer.

Um comentário:

Saulo Milleri Biral disse...

Pra mim, o Flamengo é o único carioca que vai brigar pelo título. O Botafogo vai ficar com a Sul-Americana.
O Vasco e o Fluminense é que estão em situação difícil. Os dois vão lutar desesperadamente para sair do rebaixamento até o final do campeonato. Mas, ainda acho que os dois não vão cair.