A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

O maior roubo da história de São Januário

Tinha tudo pra ser uma noite perfeita. Porém, um cidadão chamado Rodrigo Cintra fez o resultado do jogo e garantiu três pontos para o time cruzeirense. Com todo o respeito ao time e a torcida do Cruzeiro, que nada tem a ver com isso, mas agora jogo contra eles é melhor o Vasco nem entrar em campo. Fomos roubados discaradamente tanto lá como cá. Será que até no nosso estádio, na nossa casa, vamos ter que aturar essa roubalheira agora? De positivo ficaram a homenagem ao time campeão da Libertadores em 1998 e a demonstração de garra e amor de meu maior ídolo, Edmundo. Ontem passeando na Internet, dei uma lida no Blog do Cruzeiro no Globoesporte.com. O blogueiro temia com razão pela arbitragem de Rodrigo Cintra. Esse juiz sempre se caracterizou por definir os vencedores dos jogos que apita. Nunca vi um jogo apitado por Cintra que ele não tenha influenciado no resultado. Ontem ele infelizmente escolheu o Cruzeiro e nós, 8.000 idiotas que pagamos ingresso, saimos com cara de bobos no fim do jogo.

Seu primeiro ato foi deixar passar batida a entrada criminosa de Guilherme sobre Wagner Diniz. Nosso lateral inclusive, saiu da partida, enquanto seu agressor continuou. Minutos depois, em entrada parecidíssima de Jonílson sobre Ramires, o canalha sacou direto o cartão vermelho. Estava expulso nosso principal jogador de marcação. Não satisfeito, ele marcou o pênalti mais absurdo da história de São Januário. Wagner bateu falta e a bola bateu no braço de Mateus. O braço estava exatamente na frente do rosto do nosso jogador, mas pra juiz ladrão, qualquer coisa é motivo pra roubar. Gol de Guilherme (que deveria estar no chuveiro) e em cinco minutos estava ganho o jogo pro Cruzeiro.

Com o bom time que tem, a Raposa tomou conta do meio-campo, onde deveria estar Jonílson. E nas costas do péssimo Marquinho, substituto do lesionado Wagner Diniz, saiu o segundo, com o bom Ramires, em saída patética de Tiago. Aliás, o único lado bom da expulsão dele é que ele não joga o próximo jogo e aí teremos um goleiro decente.

No intervalo, Tita usou as duas substituições que sobravam, colocando o patético Serginho e o zagueiro André, nos lugares de Alex Teixeira e Edu, que era vaiado incessantemente. A marcação estava recomposta, mas a criação estava limitada a Madson. Após boas chances do Cruzeiro, foi em jogada do nosso mini-craque que saiu o gol. Ele sofreu falta pelo lado direito, cobrou para entrada da área e André, de costas, cabeceou no ângulo de Fábio, marcando logo em sua estréia.

A esperança do empate heróico durou pouco mais de 5 minutos. Guilherme (onde ele deveria estar se tivesse sido expulso?) recebeu aparentemente impedido e partiu sozinho em direção ao gol. Tiago, com a inteligência que lhe é peculiar, fez pênalti e nos deixou sem goleiro. O árbitro (chefe da quadrilha) na maior cara de pau, foi lá e apertou a mão do bandeira, cumprimentando-o pela cumplicidade no crime. O craque Edmundo foi para o gol, em cena inédita na sua carreira.
Guilherme bateu no canto sem chances para o Animal. Daí em diante todo lance do Cruzeiro era perigo, mas Edmundo até que não se saiu mal. Foi até melhor do que Tiago. Final de jogo, 3x1 e mesmo com a derrota, a fera saiu ovacionada, aos gritos de "Ah, é Edmundoo!".

Foi emocionante, vê-lo chorando após esse assalto em nossa casa. Edmundo pra nós será sempre muito mais do que um craque. Será sempre nosso representante no gramado. Não á toa, um dos gritos em sua homenagem diz "Faz mais um gol pra gente ver, Edmundo nós gostamos de você".

Agora são 10 dias de pausa até o jogo contra o Náutico. O elenco vai pra Granja Comary e Tita terá uma mini pré-temporada para conhecer e trabalhar o elenco. Ainda não cabe se desesperar. Enfrentamos ontem um bom time e pouco pode se concluir do jogo, já que em certos momentos jogamos com 9 contra 12. Se não bastassem os excelentes Fabricio, Wagner, Ramires e Guilherme, encarar Cintra foi demais para o Vasco.

Saudações vascaínas à todos!

Um comentário:

Vinícius Barros disse...

KKKKKKKKKKKKKK, cara na boa, não teve nada de roubo!!! Até achei que não houve o 1º penalti!!! Mas as expulsões foram justas!!! O Edmundo exagerou!!! Eu não vi o jogo AO VIVO e sei que um jogo pode ser roubado, apenas marcando faltas bobas e intimidando os jogadores!!!