A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

E agora, Ney Franco?

Wellington Paulista não levou perigo ao gol colombiano.
Foto: EFE


Torcedores do Glorioso,
O Botafogo viajou até Cali, na Colômbia, com uma vantagem importante, o time de General Severiano jamais havia perdido nesta cidade, portanto a espectativa era boa e uma vitória faria bem para as pretenções do Bota, tanto na Sul-Americana, quanto no brasileiro. Porém, com gol de Ramos, o América saiu vitorioso por 1 a 0.

A partida começou com ampla vantagem do time da casa que tentava a conclusão nos cruzamentos, devido a estatura de seus homens de frente, enquanto o Botafogo permanecia recuado esperando para sair nos contra-ataques. O time brasileiro sofreu muito com a marcação da arbitragem e vejam só, esse árbitro vai apitar Brasil e Venezuela no dia 12 de Outubro, árbitro fraco para uma seleção fraca.

Aos 10 minutos, o primeiro lance de pergio, num lance rápido o atacante colombiano soltou a bomba e Castillo, mesmo caído, fez uma excelente defesa. O Bota parava na forte marcação do time da casa e não conseguiu sair do zero, assim como o América e o primeiro tempo terminou em branco.

Nos primeiros minutos do segundo tempo, parecia que as coisas iam mudar, o Botafogo estava muito mais ofensivo e Carlos Alberto perdeu boas oportunidades, Lúcio Flávio pouco apareceu na partida e dava a impressão de dores na coxa, seria esse o momento exato para a entrada de Zé Carlos, assim o Bota teria mais uma arma, os chutes de fora da área, pois a marcação era forte. Porém Ney Franco trocou seis por meia dúzia e sacou Thiaguinho para a entrada de Alessandro.

O Botafogo perdeu um pouco do seu poderio ofensivo, talvez pensando já está com um bom resultado em mão. O técnico do América de Cali colocou o camisa 9 Moreno em campo, e na primeira participação dele, a cabeçada pegou em dois defensores do Botafogo e sobrou livre para Ramos bater cuzado no contrapé de Castillo. 1 a 0 América.

O cheirinho da terceira derrota seguida já tomava conta. Um lado engraçado e ao mesmo tempo preocupante no jogo, foram os escanteios de Lúcio Flávio, não pelo fato dele acertar todos na cabeça dos zagueiros do América, mas pelo fato dele ser protegido pelo policiamento do estádio para não ser atingido pelas tradicionais pedras colombianas.

Ainda havia tempo para o Botafogo empatar, porém Ney Franco colocou Zé Carlos faltando três minutos para o término do jogo, e no lugar de Triguinho. A partir de então o Botafogo não atacou mais e sai em desvantagem. Percebi que esse time colombiano tem um forte poder defensivo e deve ser assim que vão jogar no Engenhão, caso o glorioso não faça um gol nos primeiros 15 minutos, a coisa vai complicar.

AMÉRICA DE CALI (COL) 1 x 0 BOTAFOGO
Estádio: Pascual Guerrero, em Cáli.
Data: 24/09/2008.
Árbitro: Victor Hugo Rivera (PER).
Auxiliares: Luis Abadie (PER) e Johnny Bossio (PER).
Cartões amarelos: Triguinho, Túlio, André Luis (BOT); Cortés, Valdés, Córdoba (AME).
Gols: Ramos, aos 27 minutos do segundo tempo.

AMÉRICA DE CALI: Berbia, Vélez, Valdés (Velandia), Tavima e González; Valencia, Córdoba, Arango (Moreno) e Ramos; Cortés e Parra. Técnico: Diego Umaña.

BOTAFOGO: Castillo, Thiaguinho (Alessandro), Renato Silva, Andre Luis e Triguinho (Zé Carlos); Túlio, Diguinho, Lucio Flavio e Carlos Alberto; Jorge Henrique (Lucas) e Wellington Paulista. Técnico: Ney Franco.

Creio que depois de três derrotas tenho que inventar alguma coisa, vou colocar os jogadores que foram bem e os que foram mal no jogo de ontem, espero que dê certo, como superstição, e nos faça vencer o Fluminense.

MANDARAM BEM: Carlos Alberto, Diguinho e Castillo.
MANDARAM MAL: Lúcio Flávio, Ney Franco, André Luís e Wellington Paulista.

Um comentário:

Saulo Milleri Biral disse...

Ficou bem claro que, o Botafogo caiu muito de rendimento, não está produzindo mais aquele bom futebol que vinha apresentando. O Ney Franco, precisa corrigir urgente isso logo. Abre esse olho Ney!