A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Adeus, Tita!

Na fria noite paulista, o Vasco perdeu para o Palmeiras por 3x0 e está fora da Copa Sul-Americana. O time cruzmaltino não foi páreo para os reservas do Verdão, que com dois gols de Thiago Cunha e um de Denílson reverteram a vantagem vascaína obtida no jogo de ida. Com a derrota, o técnico Tita pediu demissão e não comanda mais o Vasco. Os nomes cogitados para a vaga são: PC Gusmão, Renato Gaúcho e Gaúcho.

Sobre a atuação da equipe na partida de ontem, fica até difícil comentar. O Palmeiras não se esforçou para vencer o jogo, já que uma classificação atrapalharia seus planos no Brasileirão. Ainda assim venceu e por 3x0. As ameaças do Vasco se resumiram a Leandro Amaral, único jogador que procurou jogo. O time só procurou jogo após o segundo gol palmeirense, quando parou no goleirão Marcos. Além de Leandro, o único jogador que merece elogios é Eduardo Luiz que jogou com muita garra e atenção. Destaque negativo para Mateus, que errou muitos passes, e Roberto, que falhou feio no gol de Denílson. Após o jogo, Tita saiu disparando contra o elenco, afirmando que nele existem jogadores que não tem condição nenhuma de defender o Vasco.

Vamos aos fatos. Tita teve um bom início do Vasco. Conseguiu o respeito dos jogadores e alguns bons resultados, que deram esperança a torcida. Inexplicavelmente se perdeu, no exato momento que começou a trazer os seus jogadores. Tirou aqueles que estavam antes para colocar André, Serginho, Johnny e cia. Esses, sem dúvida, fazem parte da lista dos que não tem condições de jogar pelo Vasco. Mas já que eles não tinham, porque os trouxe, Tita? O ex-treinador também pecou quando começou a inventar. Barrou Madson contra o Botafogo, botou zagueiros e volantes na lateral esquerda, usou Alex Teixeira como ala e etc. Sem dar ritmo e repetição ao time titular, o grupo perdeu motivação e os resultados deixaram de aparecer.

Tita tem qualidade e pode até virar um bom treinador no futuro. Entretanto, estava mais do que evidente que com ele o time não ia mais a lugar algum. A torcida já tinha perdido a paciência no domingo, como mostra o título desse post, gritado em coro nas arquibancadas contra o Náutico. Mudar treinador a todo momento não é correto, mas agora era a única saída pro Vasco. A chegada de um novo nome pode dar um ânimo para o grupo nesta reta final.

PC Gusmão é amigo do presidente Roberto Dinamite. Estava recentemente no Figueirense, onde acumulou derrotas e levou o time para perto da zona de rebaixamento. Começou sua carreira no Vasco em 2001 e é aprendiz de Vanderlei Luxemburgo. Recebe um baixo salário, estando dentro dos padrões do Clube. Há muito tempo não faz um bom trabalho em times de primeira divisão. Nesse momento não é o nome mais indicado para assumir o Clube.

Renato Gaúcho saiu do Fluminense após a perda da Libertadores e os maus resultados no Brasileirão. Passou pelo Vasco de 2005 a 2007, fazendo um grande trabalho. Não conquistou nenhum título, mas conseguiu campanhas expressivas com um grupo limitado como este. Conta com a simpatia dos três principais jogadores do elenco: Leandro Amaral, Edmundo e Madson.
Tem fama de fanfarrão por suas declarações polêmicas e apesar de não ser um grande estrategista, se enquadra no perfil de treinador que o Vasco precisa hoje: motivador e que cativa o elenco.

Mesmo com a antipatia de boa parte da torcida, é o meu favorito para assumir nesse momento. Nos jogos contra o Fluminense, a torcida gritava em alto e bom tom: Renatoo, ViadOo! Faço parte do grupo dos que não gostam de Renato como pessoa. Acho que ele perde boas oportunidades de ficar quieto. Mas não posso negar suas principais virtudes, que são a motivação e o bom trato com o time. Os jogadores ficam seus amigos e jogam por ele. No Fluminense, obteve resultados heróicos contra São Paulo e Boca Juniors e saiu contra a vontade do grupo.

Ainda hoje, novas notícias devem pintar. Fiquemos na torcida para que o novo treinador recoloque a nau em seu rumo e nos tire desse lamaceiro onde nos encontramos. Força, galera. Não é hora de desanimar.

Sds vascaínas a todos!

Um comentário:

futeboldorio disse...

Engraçado que a diretoria do Vasco tinha a possibilidade de contratar um treinador pensando no médio-longo prazo. Mas preferiram arriscar. Não era difícil enxergar que Tita, praticamente um estagiário, não iria dar certo no Vasco.
Retranqueiro ao extremo. Vasco empatando em casa, ok, com 1 a menos, mas precisando muito vencer, ele tira atacantes e bota volantes/zagueiros. Ontem, mesmo perdendo, pra não perder o costume, trocou de volantes... aí fica complicado. Parabéns pelo blog.