A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Dá pra ter confiança

Jogando contra o forte time do Palmeiras, o Vasco acabou derrotado por 2x0 neste domingo no Palestra Itália. Com o resultado, a equipe segue na zona de rebaixamento, com 26 pontos. Faltam 12 rodadas para o fim do Brasileirão. O próximo compromisso do cruzmaltino pela competição será no próximo domingo contra o Ipatinga, em Minas Gerais.

Apesar do resultado, deu pra ficar confiante com o desempenho do time. Mesmo com apenas dois dias de treinamento, a equipe mostrou um futebol muito melhor do que vinha apresentando. Com uma semana cheia para trabalhar, a expectativa é que no próximo domingo, o trabalho de Renato Gaúcho já comece a dar frutos.

No início do jogo, ficou claro o desentrosamento do time. O Palmeiras teve duas chances claras antes dos dez minutos e por pouco não abriu o placar. Com o passar do tempo, a equipe foi se ajeitando em campo e os ataques do Verdão se tornaram esporádicos. Porém, aos 25, quando menos pressionava, o Palmeiras chegou ao gol em jogada curiosa. Diego Souza estava impedido no início da jogada, junto com vários companheiros. Ele deu um passo pra trás, ficando na mesma linha do zagueiro. Era o único jogador em posição legal, recebendo o passe de Léo Lima. Com categoria, ele colocou no ângulo do estreante Rafael. Se falou em falha da defesa, mas nesse lance achei mesmo que foi inteligência de Diego, que fugiu bem da linha de impedimento.

Mesmo com desvantagem, o Vasco seguiu bem postado, mas atacava pouco. Até mesmo nossos contestados zagueiros mostravam firmeza nos desarmes e bola aéreas. A primeira etapa terminou mesmo em 1x0 para os paulistas, mas o jogo dava esperanças pra torcida cruzmaltina.
Mesmo sem alterações, o Vasco voltou muito melhor no segundo tempo. Marcos fez milagre em cabeçada de Eduardo Luiz. Madson chutou com perigo aos 5 minutos e aos 18, Leandro Amaral chutou pelo lado bela oportunidade, após passe primoroso de Edmundo. Renato Gaúcho, sentindo o bom momento do time na partida, sacou Marquinho e colocou Pedrinho, aumentando a qualidade do time. O Vasco seguia martelando o Palmeiras, que só chutou a gol aos 29, com Pierre.

Aos 30, o lance capital do jogo. André fez uma falta normal e mesmo sem ter amarelo, foi expulso pelo juiz inexplicavelmente. Parece que agora virou mesmo moda expulsar jogador do Vasco, mesmo quando não há razão. Depois disso, o Palmeiras passou a ter mais liberdade para jogar no meio de campo e chegou ao gol aos 38, com o matador Alex Mineiro.

Renato ainda foi ousado, tirando o volante Victor para entrada do veloz Abubakar. Nada mais de perigoso aconteceu e o jogo acabou mesmo em 2x0. Contra o mais difícil adversário das 13 partidas restantes, o Vasco jogou bem, ainda que tenha sido derrotado. Perdemos por detalhes, mas deu pra ter bastante confiança no novo trabalho de Renato Gaúcho. Essa semana de trabalho será importante e como o próprio treinador disse, veremos um Vasco ainda melhor no domingo que vem.
Se tivesse que dar uma nota para a atuação de ontem, ela seria 7. No início, o time estava mal, mas depois melhorou muito. No segundo tempo, foi muito superior ao adversário, mas não conseguiu converter a superioridade em gols. Depois da expulsão injusta de André, o time acabou perdendo o meio campo e sofrendo mais um gol.

Ficar reclamando de tudo é ser chato pra caramba e inicialmente nem ia escrever nada sobre o tema, mas não posso deixar passar isso em branco. A arbitragem foi extremamente parcial mais uma vez. Gladstone e Kléber (lutador de Street Fighter) distribuiram bordoadas o jogo todo e nada aconteceu. Pra completar no lance da explusão de André, Leandro Amaral sofre falta clara no ataque e depois, por uma falta comum, o juiz expulsa nosso zagueiro. Todo jogo é a mesma coisa e até quando vamos ser garfados?

Se já não bastasse isso, ainda ter que assistir o jogo pela Sportv foi nojento. O narrador (nem sei o nome do cara), não sabia o nome dos jogadores do Vasco e a todo momento falava que nossa camisa era ruim pra ver o número. Em um determinado momento, ele disse a imbecilidade: "cortou o menino do Vasco, que eu também não sei quem é". Porra, o cara só faz isso, é a profissão dele. Eu que sou apenas um torcedor, conheço 90% dos jogadores da Série A e não ganho nada pra isso. Até quando teremos que aturar esses ditos 'profissionais' no nosso jornalismo esportivo.

Pra completar sua narração digna da emissora burro-negra que trabalha, o cara a toda hora humilhava os jogadores do Vasco. Se eram desarmados, ele dizia que eles estavam perdendo a bola. Mas quando eram os do Palmeiras, ele dizia que eram desarmes. Tudo que dava errado pro Vasco era motivo pra ele humilhar o time, enquanto os erros (alguns bisonhos) do Palmeiras sequer eram criticados. Uma bola chutada lá na piscina era um bom arremate, enquanto o chute do Vasco por mais perto que passasse era uma bola isolada. A cada dois minutos, ainda tinha que aturar ele falando que a mulambada estava indo pro G-4 e até chance perdida no jogo do Maracanã era mostrada.

Porra! Se eu quisesse saber o placar dos outros jogos, eu sintonizava neles, ora bolas. Todo jogo nessa emissora de merda é a mesma coisa. Cambada de incompetentes, onde só se salvam uns 3, que dá pra contar nos dedos. Alex Escobar, Lédio Carmona, Caio Ribeiro e? Mais alguém?

Sadações vascaínas a todos!

Um comentário:

Sobre o Futebol Carioca disse...

o vasco não abre o olho não.
que pode cair