A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

sábado, 4 de outubro de 2008

TIME DE CABRA-MACHO

Léo Moura e Marcelinho Paraíba comemoram o primeiro gol
Foto: FlamengoRJ


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Ô time porreta! O Flamengo entrou em campo com a obrigação de vencer o Náutico, continuar na briga pelo título e retornar ao G4, pois o São Paulo ganhara do Ipatinga por 3 a 1, hoje a tarde. E a equipe do treinador Caio Júnior apoiada pela maciça torcida rubro-negra presente no estádio dos Aflitos, venceu o Timbu por 2 a 0, gols de Marcelinho Paraíba e Léo Moura.

O péssimo gramado dos Aflitos que mais parece um pasto para a criação de caprinos atrapalhou o bom futebol no primeiro tempo. O Náutico fez treinos secretos durante a semana e veio com mudanças no esquema tático, mas não soube conter a vontade do time cabra-macho que com apenas 15 minutos marcou o primeiro gol com Marcelinho Paraíba, após o goleiro Eduardo derrubar o atacante Vandinho dentro da área. O nordestino da Gávea soltou a bomba e marcou. 1 a 0.

Aos 22, Vandinho teve a chance de ampliar. O atacante driblou o goleiro, mas finalizou fraco para o gol. Aos 25, Léo Moura tocou para o parceiro de posição Juan, que chutou cruzado, porém a bola foi pela linha de fundo.

Jogando de forma alucinógena, com a chegada dos meio-campistas Kléberson e Ibson e as investidas dos laterais, o Flamengo começou a poupar fôlego para o segundo tempo e quase sofreu o empate com Clodoaldo aos 46, mas Bruno defendeu o chute em dois tempos.

No intervalo, o “Harry Potter” colocou a cartola para funcionar e alertou que o Náutico voltaria com mudanças: “Ele (Roberto Fernandes) deve mexer, pois estão perdendo principalmente o meio-campo”, disse o treinador. Dito e feito. Kuki e Valdeir saíram para a entrada de Felipe e Derlei, respectivamente.

O Flamengo voltou com a mesma equipe e começou pressionado pelo Timbu. Logo aos dez minutos, Felipe teve a chance de empatar, mas a bola passou tirando tinta da trave. Jogando no contra-ataque, o Mengão não conseguia apresentar o bom futebol da primeira etapa. O Náutico fugindo da zona de rebaixamento, atacava incessantemente, mas pecava nas finalizações. Aos 16, Derlei ficou frente a frente com Bruno, mas isolou o chute.

A partir daí, o técnico Caio Júnior começou a mexer na equipe e pra variar de forma errada. Marcelinho Paraíba e Toró que estavam bem na partida foram sacados para a entrada de Obina e Airton. O time da casa chegava com facilidade, mas o nervosismo atrapalhava a conclusão a gol. Aos 29, Alessandro chutou forte e a bola raspou o travessão de Bruno.

Cinco minutos depois, Fierro entrou na vaga do pentacampeão Kléberson. E foi dos pés do chileno o passe para o gol de Léo Moura aos 43 minutos. O goleiro Eduardo nada pôde fazer no petardo do lateral rubro-negro.

Sem balançar as redes desde o jogo contra o Internacional, no Beira-Rio, o xodó Obina tentou marcar um gol épico de bicicleta aos 45, entretanto, o pneu da bicicleta do Anjo Negro estava furado. O atacante caiu sentado no gramado. Deprimente.

O árbitro paulistano Sálvio Spindola ainda marcou um pênalti inexistente para o Náutico nos acréscimos. O atacante Felipe fez a famosa paradinha, porém o goleiro Bruno se agigantou e o jogador do Timbu chutou para fora a chance de diminuir o placar.

Agora, o Flamengo soma 49 pontos, está na 4ª colocação, quatro pontos atrás do líder Palmeiras. Na próxima rodada, o Mengão enfrenta o Atlético-MG, no Maracanã. É hora de lotar o Maior do Mundo novamente. Enquanto isso em são Januário...

FICHA TÉCNICA:NÁUTICO 0 X 2 FLAMENGO

Estádio: Aflitos, Recife (PE)
Data/hora: 04/10/2008 - 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes (Fifa-SP)
Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Milton Otaviano dos Santos (Fifa-RN)

Renda/público: R$ 130.345,00 / 18.001 pagantes
Cartões amarelos: Eduardo, Valdeir, Clodoaldo, Vagner (NAU), Juan, Bruno, Vandinho e Fábio Luciano (FLA)

NÁUTICO: Eduardo, Ruy, Vágner, Everaldo e Alessandro; Hamilton, Paulo Santos (William), Adriano e Valdeir (Derley); Clodoaldo e Kuki (Felipe). Técnico: Roberto Fernandes.

FLAMENGO: Bruno (7.5), Leonardo Moura (7.5), Fábio Luciano (6.5), Ronaldo Angelim (6.5) e Juan (6.5), Jaílton (6.5), Toró (6.5) (Aírton - 5.5), Kleberson (6.0) (Fierro - 5.5) e Ibson (6.0); Marcelinho Paraíba (7.5) (Obina - 5.0) e Vandinho (6.0). Técnico: Caio Júnior (6.5).

VIDEOBLOG - VEJA OS GOLS DO FLA

Um comentário:

sobreofutebolcarioca disse...

ONTEM O LÉO MOURA FEZ UM GOLAÇO.

O FLAMENGO ESTÁ DE PARABENS PELA VITÓRIA.