A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Respeitem essa camisa e essa torcida que vocês representam!

Tiago, Roberto e Rafael;
Wagner Diniz, Baiano, Marquinho e Eduardo Santos;
Edu e Valmir;
Eduardo Luiz, Jorge Luiz, Fernando, André, Odvan, Anderson, Vilson e João Paulo;
Jonílson, Byro, Rodrigo Antônio, Victor, Johnny, Mateus, Serginho, Souza, Leandro Bomfim, Ernane, Fábio, Alex Teixeira, Gallo, Rafael, Madson e Pedrinho;
Edmundo, Leandro Amaral, Alan Kardec, Abubakar, Pinilla e Éder.

Sempre que entrarem no vestiário e se depararem com a camisa do Vasco, olhem bem para aquela cruz de malta e as oito estrelas postadas sobre ela. Lembrem-se que cada uma delas, representa uma grande conquista, conquistada com gols, categoria, vontade e garra. Tivemos grandes ídolos, artilheiros e craques. Roberto Dinamite, Romário, Edmundo, Juninho Pernambucano e etc. Mas também tivemos guerreiros como Odvan, Luisinho, Nasa, Bellini entre outros. Cada um deles, a seu modo, encheu de orgulho toda uma torcida, um povo, uma nação.

Quando botarem os pés em São Januário, olhem para o pequeno torcedor que os admira nos treinos. Ou para aqueles idosos, que há décadas frequentam as cadeiras e arquibancadas da Colina. Quando olharem 20.000 pessoas debaixo de chuva, pensem no sacrifício que cada uma fez para ali estar. Pensem que pra muitos, o dinheiro do ingresso pode ter custado um almoço.
Pensem no ônibus lotado, velho e quente que a maioria enfrentou. Pensem naqueles que sofreram com a truculência da polícia, como o jovem deficiente que apanhou sem nada ter feito neste sábado. Pensem que pra muitos torcedores, o futebol é a única oportunidade de uma alegria após uma semana sofrida.

Não exigimos vitórias ou goleadas. Viveremos pra ver títulos, vitórias e derrotas. Nascemos Vasco e seremos vascaínos para todo o sempre. Sabemos que o esporte traz alegrias e decepções e justamente por isso desperta paixões. Só pedimos respeito. Respeito com essa instituição de 110 anos, com tantas glórias e tradições. Respeito com um povo que com o time na lanterna e debaixo de chuva, lota seu estádio.

Duas imagens do elenco, ocorridas sábado, não sairão tão cedo de minha memória. Infelizmente. A primeira foi a dos jogadores no ônibus. Quando entravam no estádio, torcedores dos dois lados da calçada, cantavam e apoiavam, mostrando confiança e esperança nesse grupo. O olhar dos atletas, com desprezo e nojo (exceção de Roberto e Madson), já era o prenúncio de uma noite triste. Durante o primeiro tempo, com o jogo 1x0 para o adversário, o jovem Alex Teixeira perdeu a bola no ataque e colocou as mãos na cintura, deixando seus companheiros marcarem sem ele. Poderia citar outras, mas erros técnicos, como eu disse, acontecem. Só o que pedimos é dedicação e respeito.

Sds vascaínas a todos!

2 comentários:

Saulo Milleri Biral disse...

É Diego, está difícil existir qualquer salvação para o Vasco jogando desse jeito. O time não consegue reagir e a situação piora a cada rodada que passa. Se daqui pra frente não tomar mais cuidado, será rebaixado.
Valeu e até mais,

Sobre o Futebol Carioca disse...

a coisa prao vasco esta muito feia.
melhores proa vasco, só falta 10 rodadas. agora.