A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Empate com gosto de quê?

Contra um forte adversário em seus domínios, o Vasco conseguiu um resultado surpreendente para a maioria. Empatou com o bom time do Sport em 2x2 e subiu três posições, abandonando a lanterna do Brasileirão. O time vencia até os 46 minutos do segundo tempo, quando acabou sofrendo o gol de Ciro, que igualou o placar. Para muitos, ficou um gosto de decepção, mas os jogadores e o técnico Renato Gaúcho ficaram satisfeitos, com o primeiro ponto após seis derrotas seguidas.

Antes do jogo, aquele azar que cisma em permanecer quando a fase é ruim, deu as caras. Muito gripado e sentindo-se muito mal, Roberto deu vaga a Rafael no gol. Pouco experiente, o jovem goleiro poderia sentir a pressão. No primeiro minuto, falta pro Vasco, na meia lua. Baiano cobra com categoria, a bola bate na cabeça de uma candango na barreira e explode na parte interna do travessão, caindo fora do gol. 'Oh, azar que insiste em nos perseguir' pensaram todos.

Recuado, o Vasco só saia na boa. O Sport pressionava, mas Rafael se destacava. Com a má fase de Tiago, é bem possível do goleirão ter ganhado a vaga. Aos 36, porém, lá estava ele, o azar para nos apavorar. Kássio chutou da direita e pouco podia acontecer. A bola tocou a cabeça de Baiano e matou Rafael. 1x0 Sport e bateu logo a apreensão.

Com o nervosismo que tem pego os jogadores nos últimos jogos, cheguei a temer pelo pior.Três minutos depois, a sorte começou a virar. Alex Teixeira (incrível) brigou pela bola e roubou de Moacir. Em belo passe, entregou para Leandro Amaral, que bateu rasteiro e empatou. A essa altura, ir para o vestiário com o empate já estava de bom tamanho. Mas aos 45, Deus resolveu olhar com carinho para a Cruz de Malta. Baiano rolou para Leandro Amaral que de canhota (e olha que é a perna ruim) acertou o ângulo de Magrão. Golaço! Indefensável! Essa era a prova que a sorte estava virando. Leandro tenta chutes assim todo jogo, mas normalmente saem petelecos. Ontem, que chutaço. Fantástico!

Na etapa final, o Leão da Ilha veio pra cima. Forçando as bolas na área, o Sport era presa fácil para a bem postada defesa vascaína. O rubro-negro era mais perigoso quando botava a bola no chão. Prova de que a sorte estava mudando foi que dessa vez até a arbitragem ajudou. Odvan fez pênalti em Ciro, mas o juizão fez vista grossa. Aos 46, o ataque leonino foi presenteado pelo brio. Em bela jogada, Dutra cruzou para Ciro que empurrou para as redes. 2x2!

Com o ponto conquistado, deixamos a lanterna. Ainda não é o ideal, mas o espírito de luta e garra mostrado deve se repetir nas próximas nove partidas. Assim, é possível almejar a salvação. São 10 dias de treino para o próximo jogo, contra o arqui-rival flamengo, que vem bem na competição. Eles serão taxados de favoritos, mas podemos surpreender. Que a partida de ontem sirva de exemplo para os jogadores, sobre qual deve ser o espírito daqui pra frente.

Leandro Amaral foi o cara! Isolado na frente, correu, driblou, lutou e fez dois belos gols. A ausência de Edmundo parece ter contribuido no crescimento do futebol do nosso camisa 11, que chamou a responsabilidade. Alex Teixeira também foi um leão no ataque, mostrando categoria e inteligência para brigar com dois ou três marcadores por vez. A zaga foi firme, sem invenções. Nas bola aéreas, Eduardo, Jorge Luiz, Fernando e Odvan foram imbatíveis, tendo problemas apenas quando o Sport partia pra velocidade.

Rafael foi brilhante. Saiu bem do gol e fez grandes defesas. Muito seguro, não teve culpa nos gols e saiu como um dos destaques da noite. Jonílson mostrou que é disparado o melhor volante do elenco. Sua volta organizou o meio-campo e ajudou no desempenho dos jovens Victor e Mateus. Baiano foi bem, apesar do azar no primeiro gol. Ganhamos uma arma nas bolas paradas e cruzamentos. Apesar de mais lento que Wagner Diniz, ele sabe cruzar, coisa que Wagner não sabe. Valmir foi bem, enquanto teve fôlego, mas parece mesmo carecer de melhor preparo físico. Chegou uma hora do jogo que dava pena do rapaz, que teve de ser substituído por Eduardo Santos, que mostrou qualidade, apesar de destro.

Para o jogo do dia 19 contra o flamengo, Renato deve ter a volta de Madson, Wagner Diniz e Leandro Bomfim. Resta a ele encontrar a mlehor formação, sempre com atenção a defesa, como ontem.

Sds vascaínas a todos!

Um comentário:

Saulo Milleri Biral disse...

O Vasco fez um bom primeiro tempo, mas no segundo tempo ficou todo atrás dando chutões pra frente e não agüentou a pressão do Sport e levou o gol de empate. Mesmo assim, não achei que foi um resultado ruim para o Vasco. Vencer o Sport na Ilha do Retiro é muito difícil. O Vasco precisa fazer o seu dever em São Januário.