A EQUIPE DO FC08 DESEJA A TODOS...
UM PRÓSPERO ANO NOVO!!

domingo, 8 de junho de 2008

Bota venceu, mas não convenceu

De herói a vilão: Carlos Alberto abriu o caminho para a vitória e no final foi expulso
Foto: Divulgação


Torcedores do Glorioso,

O Botafogo recebeu o Coritiba no Engenhão, apesar de uma confiança na vitória, por se tratar de um adversário cheio de reservas, a torcida do alvinegro compareceu em um número muito baixo, mas mesmo assim viram uma vitória por 2 a 1. Carlos Alberto e Lúcio Flávio marcaram para o Bota e Hugo, de pênalti, descontou para o Coxa.

A estréia de Geninho era muito aguardada em General Severiano, havia a espectativa de saber como o time iria se comportar com um técnico novo. A escalação do novo comandante alvinegro foi praticamente a mesma de seu antecessor, o time jogou mal, foi pressionado, cometeu pênalti, teve jogador expulso, mas saiu em vantagem.

Logo com quatro minutos veio a primeira chance, Lúcio Flávio bateu escanteio, Wellington Paulista desviou e Luciano Almeida, que voltou de contusão, pegou mal na bola e mesmo assim assustou o goleiro paranaense. O ritmo do Botafogo era de pressão, Carlos Alberto soltou a bomba de fora da área, Vanderlei espalmou e Diguinho desperdiçou no rebote.

Carlos Alberto seria recompensado aos 19 minutos, depois de rápida cobrança de lateral, ele invadiu a área e bateu no canto direito abrindo o placar. Na comemoração, o meio-campo foi em direção à torcida para festejar.

Depois do gol o Botafogo recuou e ainda sofreu pressão do Coritiba. Os jogadores do coxa ainda provocaram Carlos Alberto e aconteceram algumas agressões entre os atletas. Final de primeiro tempo, Botafogo 1 a 0.

O segundo tempo começou e seguia a postura defensiva do glorioso, Lúcio Flávio estava sumido na partida e o Bota simplesmente não chegava. O jogo foi ficando sonolento e a torcida impaciente com a postura do time. Zé Carlos, que entrou no lugar de Luciano Almeida, tratou de tentar incendiar os torcedores, mas o chute passou muito longe da meta.

O Coritiba começou a pressionar e foi superior até marcar, o perigoso Carlinhos Paraíba soltou a bomba para defesa esquisita de Renan. Logo depois veio o gol do coxa, Hugo driblou Édson e sofreu pênalti. O próprio Hugo bateu para igualar a partida.

A partir daí, o goleiro Renan mostrou porque é convocado para a seleção de base, com defesas difíceis e outras nem tanto, o camisa 1 do Botafogo salvava o time de levar a virada. A torcida alvinegra começou a tentar achar culpados pelo mal resultado. Túlio e Geninho foram xingados assim como o árbitro Alício Pena Júnior.

Mas o santo de Geninho é forte, numa jogada que parecia não ter um bom desfecho, Wellington Paulista emendou uma bicicleta e o zagueiro do coxa cortou com a mão. Pênalti que Lúcio Flávio bateu e converteu. O último gol do camisa 10 com a bola rolando, foi na vitória de 4 a 1 sobre o Duque de Caxias, no dia 13 de março. Botafogo 2 a 1.

No final, Carlos Alberto foi expulso e desfalca o Bota para o jogo contra o Inter, no próximo sábado, no Beira-Rio.

BOTAFOGO 2 x 1 CORITIBA

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 8/6/2008 - 18h10min (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (Fifa-MG)
Auxiliares: Marcio Eustáquio Santiago (MG) e Helberth Costa Andrade (MG)
Renda/público: R$ 57.632.50 / 6.008 pagantes
Cartões amarelos: Carlos Alberto, Édson, Diguinho e Fábio (BOT); Rubens Cardoso (CTB)Cartões vermelhos: Carlos Alberto, 46´/2ºT
GOLS: Carlos Alberto, 19'/1ºT (1-0); Michel, 21'/2ºT (1-1); Lucio Flavio, 40'/2ºT (2-1);

BOTAFOGO: Renan, Renato Silva (Thiaguinho, 34´/2ºT), Leandro Guerreiro e Édson; Alessandro, Diguinho, Túlio (Fábio 23´/2ºT), Lucio Flavio e Luciano Almeida (Zé Carlos, 10´/2ºT); Carlos Alberto e Wellington Paulista - Técnico: Geninho

CORITIBA: Vanderlei, Alex Silva, Maurício, Felipe e Ricardinho; Douglas Silva (Marlos, intervalo), Alê, Rubens Cardoso e Carlinhos Paraíba; Michael e Hugo - Técnico: Dorival Júnior.



Nenhum comentário: